Versão mobile

Para emagrecer

Hormônio produzido pelo intestino ajuda diabéticos a perderem peso

Cientistas consideram a possibilidade de não diabéticos obesos se beneficiarem dos mesmos efeitos

13/01/2012 | 06h40
Hormônio produzido pelo intestino ajuda diabéticos a perderem peso Carlinhos Rodrigues/Agencia RBS
Além de reduzir peso, hormônio melhora o nível da pressão arterial, do colesterol e da glicemia Foto: Carlinhos Rodrigues / Agencia RBS

Pesquisadores da Universidade de Copenhagen descobriram que um hormônio produzido pelo intestino pode ser eficaz também na redução do apetite. Na forma sintética, o GLP-1 — peptídeo-1 similar ao glucagon — , tem sido usado em pacientes com diabtes tipo 2, por atuar na regulação dos níveis de açúcar no sangue. A perda de apetite de diabéticos que usavam o GLP-1 levou os cientistas a fazerem novos estudos voltados à perda de peso.

Foram analisados os resultados de 25 ensaios clínicos, que envolveram mais de 6 mil pacientes que tomavam o hormônio. Esses pacientes tiveram redução de peso significativamente superior ao grupo de controle, após 20 semanas de acompanhamento. Foi verificada ainda melhora no nível da pressão arterial, do colesterol e da glicemia.

Segundo os pesquisadores, a análise fornece provas convincentes de que o GLP-1, se administrado em obesos, resulta em benefícios clínicos relevantes, além da perda de peso, dados os benefícios adicionais relacionados ao nível da pressão arterial e do colesterol. No entanto, a equipe ressalta que são necessários mais estudos para perceber o comportamento desse hormônio em não diabéticos. Por enquanto, a intervenção deve ser considerada para pacientes com diabetes que estejam acima do peso.

O estudo publicado foi publicado esta semana no British Medical Journal.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.