Versão mobile

Carinho de astro

Fã conta como foi tocar na mão de Paul McCartney

Andrea Mazia Barreiros esperava o cantor em Governador Celso Ramos

26/04/2012 | 01h28
Fã conta como foi tocar na mão de Paul McCartney Junior Careca/Especial
Estudante de 18 anos descobriu o "som dos Beatles" em 2008 Foto: Junior Careca / Especial

A noite de quarta-feira foi histórica. Um momento único embalado pela voz do beatle Paul McCartney, que se apresentou em Florianópolis e levou ao êxtase os milhares de fãs que acompanharam o show, que foi impecável. Mas a estudante Andrea conseguiu mais. Ela esteve frente a frente com Sir Paul poucos minutos antes dele deixar Governador Celso Ramos, onde estava hospedado. Um momento para nunca esquecer.

 

Foi apenas um toque, na palma da mão direita, mas o suficiente para aproximar toda uma legião de fãs de um dos maiores astros do rock mundial. A estudante Andrea Mazia Barreiros, 18 anos, foi a sortuda. Apesar da intenção de se aproximar de Paul McCartney, jamais poderia esperar um gesto tão simples. Afinal de contas, se tratava de um "Sir" e um dos maiores compositores que o planeta já ouviu. E ela era apenas uma estudante de 18 anos que descobriu o "som dos Beatles" em 2008 e se apaixonou por melodias construídas décadas antes dela nascer.

Confira a galeria de fotos da saída de Paul de Ponta dos Ganchos

Mas Andrea resgatou o "mantra" de 10 entre 10 beatlemaníacos e não deixou o sonho acabar. Ao meio-dia, com a bolsa a tiracolo, partiu de Florianópolis em direção a Ponta dos Ganchos. Imaginou tanto conseguir um autógrafo do ídolo que nem reparou na duração da viagem de 60 quilômetros até a pequena cidade do litoral catarinense. Ao chegar na Rua Francisco de Assis, acesso ao resort, ela se deparou com os policiais do Bope e foi impedida de prosseguir. O jeito foi esperar, ouvindo o zum zum zum da comunidade que fazia questão de alardear que a visita de Paul era apenas mais uma. Não para ela.

Após duas horas, o comboio apareceu. Andrea não estava mais sozinha. Ao lado dela, dezenas de moradores, entre crianças e adultos, e um casal de fãs. O astro, sem cerimônia, abriu o vidro do carro e acenou. Ela gritou e estendeu a mão. O beatle retribuiu com o braço estendido e o toque na palma da mão. O sonho se realizou mesmo sem o autógrafo. E a viagem de volta para casa, no Bairro Coqueiros, já não foi mais a mesma, com certeza. Ela não imaginava, mas ela tocou uma parte da história da música.

Notícias Relacionadas

Chegou! 25/04/2012 | 17h18

Paul McCartney chega ao Estádio da Ressacada e emociona até quem não é fã

Cozinheira que mora na região disse ter entendido porque músico faz tanto sucesso

Festa para receber o ídolo 25/04/2012 | 17h

Hare Krishnas cantam na porta do Estádio da Ressacada

Grupo de devotos toca tambor e pandeiro enquanto espera Paul McCartney

Rumo ao palco 25/04/2012 | 16h11

Paul e sua equipe deixam hotel em Governador Celso Ramos com destino a Florianópolis

Com os vidros do carro aberto, cantor e sua esposa acenaram para os fãs

Paul em Floripa 25/04/2012 | 15h08

Veículos do Grupo RBS preparam cobertura especial para show de Paul McCartney

Equipe de rádios, TVs, jornal e online acompanharão os detalhes do evento

Paul em Floripa 25/04/2012 | 14h07

Saiba quem são Lennon, Ringo e Harrison de Santa Catarina

Catarinenses foram batizados em homenagem aos Beatles

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.