Versão mobile

Transtornos

Após incêndio, Edifício Real é interditado em Caxias do Sul

Moradores só puderam recolher roupas e objetos pessoais

20/02/2014 | 17h31
Após incêndio, Edifício Real é interditado em Caxias do Sul Adriano Duarte, agência RBS/
Débora Jancen (à direita) carregou pertences em sacolas e mala Foto: Adriano Duarte, agência RBS

Os moradores do Edifício Real, no Centro de Caxias do Sul, foram obrigados a deixar os apartamentos na tarde desta quinta-feira. O Corpo de Bombeiros interditou o prédio após o incêndio que atingiu as lojas do térreo nesta manhã. A liberação do imóvel só vai ocorrer após apresentação de laudo estrutural e elétrico assinado por engenheiro, o que não tem prazo.



>> Blog Memória: Real Hotel, um clássico do Centro

O edifício de seis andares tem 54 apartamentos. Boa parte das moradias é alugada e vários inquilinos não sabem para onde ir, caso da segurança Teresinha de Fátima Benthas, 50 anos. Ela não estava no prédio na hora do incêndio.

— Os bombeiros não nos deixam mais entrar. Só tirei algumas roupas e vou trabalhar até as dez da noite na Festa da Uva. Só vou saber o que fazer depois — desabafa Teresinha.

A auxiliar de escritório Débora Suzin Jancen, 19, teve mais sorte. Ela se mudou temporariamente para a casa de familiares e conseguiu carregar algumas roupas e alimentos, mas deixou eletrodomésticos para trás.O subsíndico Nelir Schiochet disse não ter informações sobre o destino dos moradores.

— Interditamos porque encontramos colunas com aramado exposto e não sabemos se isso oferece risco. Autorizamos a entrada dos moradores para retirar seus pertences. Somente um engenheiro pode levantar a interdição — disse o bombeiro Cristiano Becker da Silva.

O edifício fica na esquina das ruas Pinheiro Machado e Marquês do Herval. Quatro caminhões de bombeiros e um caminhão-pipa do Samae trabalharam para conter as chamas. Não houve feridos.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.