Versão mobile

Tragédia em Santa Maria

Familiares pintam novos corpos em frente ao prédio da SUCV

Agentes da Guarda Municipal acompanham a movimentação

Atualizada em 28/02/2014 | 07h4127/02/2014 | 17h33

A Guarda Municipal tentou impedir que um dos membros do Luto à Luta pintasse símbolos de interrogação, em frente a SUCV. Outros manifestantes interferiram, e os agentes da Guarda apenas monitoram a situação. Cerca de 70 pessoas que passavam pelo local pararam para assistir a manifestação.

Na tarde desta quinta-feira, pais de vítimas da Kiss e membros do Movimento Santa Maria do Luto à Luta estão pintando corpos em frente ao prédio da SUCV, na rua Venâncio Aires, em Santa Maria. O grupo repete o protesto feito nesta quinta-feira de manhã, quando já haviam sido pintados corpos no local. Além de fazer a pintura, o grupo grita que "se a Justiça não chegar, Santa Maria vai parar".

Momentos depois que os integrantes do Luto à Luta se dispersaram do primeiro protesto, funcionários da prefeitura passaram tinta preta sobre os corpos pintados de branco e o número de vítimas da tragédia na boate Kiss (242), pintado em vermelho. De manhã, havia nove corpos pintados no chão. Agora, são 11.

A prefeitura emitiu nota explicando os motivos pelos quais apagou a pintura feita de manhã. Acesse aqui.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.