Versão mobile

De volta

Mesmo preso, goleiro Bruno assina contrato com o Montes Claros de MG

Jogador fechou por cinco anos com o time da Série B de MG, mas corre risco de não jogar

28/02/2014 | 16h48
Mesmo preso, goleiro Bruno assina contrato com o Montes Claros de MG Marcelo Albert/TJMG
Foto: Marcelo Albert / TJMG

Mesmo ainda cumprindo pena de 22 anos e três meses pela morte da modelo Eliza Samudio, Bruno já tem vínculo de trabalho como goleiro. Um de seus advogados, Tiago Lenoir, confirmou nesta sexta-feira, via Twitter que o ex-goleiro assinou um contrato com o Montes Claros, clube do Módulo II (Segunda Divisão) de Minas Gerais:

"Saindo da Penitenciária Nelson Hungria. Bruno assinou contrato de trabalho com o Montes Claros Futebol Clube".

De acordo com Lenoir, o vínculo com o clube do Norte de Minas Gerais durará cinco anos. A defesa do ex-goleiro, porém, ampara-se na possibilidade de um juiz aceitar a solicitação de transferência de Bruno - atualmente preso na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem (MG) - para uma Associação de Proteção aos Condenados (APAC), em Montes Claros.

Neste novo sistema, os detentos passam por uma ressocialização, e têm o direito de voltar a exercer seu trabalho. Bruno poderia voltar a treinar e jogar como goleiro mesmo em regime fechado, mas iria e voltaria aos jogos com escolta policial.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.