Versão mobile

Fim do mistério

"Com muita tristeza eu informo que o avião está no fundo do Oceano Índico", diz primeiro-ministro da Malásia

A partir de imagens de satélite foi constatado que o avião se perdeu no Oceano Índico

Atualizada em 24/03/2014 | 15h2124/03/2014 | 11h25
"Com muita tristeza eu informo que o avião está no fundo do Oceano Índico", diz primeiro-ministro da Malásia Reprodução CNN/
Primeiro-ministrou deu a notícia nesta manhã Foto: Reprodução CNN

Em pronunciamento feito nesta manhã, o primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, informou que o mistério do desparecimento do voo MH 370 da Malaysia Airlines acabou. Sem informações de onde estaria a aeronave desde o dia 8 de março, objetos indicariam que os destroços do boeing 777-200 estariam no Oceano Índico. As informações iniciais foram repassadas pelo blog Radar Global, do Estadão. A companhia Malaysia Airlines fará um pronunciamento ainda nesta segunda-feira.

Saiba mais:
 Confira transcrição do discurso do primeiro-ministro
 Após pistas falsas, "objeto retangular laranja" coloca fim ao mistério
 "Não há sobreviventes", diz Malaysia Airlines a familiares
  Mensagem de texto e tweets confirmam queda de avião

O voo MH370, que viajava entre Kuala Lumpur e Pequim, desapareceu pouco depois da decolagem no sábado 8 de março com 239 pessoas a bordo. Mais de 150 passageiros eram chineses.

No meio do caminho entre a Malásia e o Vietnã, o avião mudou de rumo, para o oeste, em direção contrária a sua rota, e os sistemas de comunicação foram desativados "deliberadamente", segundo as autoridades malaias. A aeronave voou durante várias horas até esgotar o combustível.

Depois de analisar todos os elementos, as autoridades estabeleceram dois corredores de busca: o primeiro ao norte e até a Ásia Central e o segundo da Indonésia ao sul do Índico.

Leia também:
 Objetos encontrados no oceano podem ser de avião da Malaysian Airlines
 Primeiro-ministro australiano fala em 'esperança crescente' de resolver mistério do voo da Malaysia Airlines
 Imagens de satélite da China indicam objeto que pode ser avião desaparecido da Malaysia Airlines


Objetos encontrados no oceano podem ser de avião da Malaysian Airlines AUSTRALIAN DEFENCE/AUSTRALIAN DEFENCE
No domingo, equipes francesas encontraram um palete de madeira e vários cintos de segurança ou correias no Oceano Índico.

Por mensagem de texto, a companhia aérea informou aos parentes da vítimas que o avião se perdeu no Sul do Oceano Indico e que não há sobreviventes.

"Não há sobreviventes", diz Malaysia Airlines a familiares GOH CHAI HIN/AFP
Dor e desesperado marcaram o recebimento da notícia.

As buscas

Nesta segunda-feira, um avião australiano que participava na busca do voo MH370 da Malaysia Airlines, desaparecido há 15 dias, observou dois objetos flutuando no sul do Oceano Índico, e um navio seguiu na direção apontada. Os objetos foram avistados 2.500 km ao sudoeste de Perth, a grande cidade da costa oeste australiana.

Primeiro-ministro australiano diz que objetos avistados podem não estar relacionados com avião desaparecido Twitter/Reprodução
Partes dos destroços foram encontrados por satélite na última quinta.

— Eu alerto mais uma vez que não sabemos se os destroços pertencem ao MH370. Poderiam ser outros destroços. Mas achamos que é possível recolher os objetos muito em breve e avançar no esclarecimento deste trágico mistério — destacou o premier australiano, Tony Abbott.

Sem encontrar objetos identificados por satélite, buscas por avião são encerradas pelo dia na Austrália TERJE BENDIKSBY/SCANPIX NORWAY/AFP
Equipes da Austrália fizeram varreduras após divulgação de imagens.

Durante a manhã, a agência oficial chinesa Xinhua indicou que um avião do país observou objetos "intrigantes" de formato quadrado e cor branca que poderiam pertencer ao Boeing 777 desaparecido.

Especialistas acreditam que o avião não poderia ter sobrevoado a China ou ex-repúblicas soviéticas sem ter sido detectado. Aviões australianos, americanos e neozelandeses sobrevoam a região desde quinta-feira. Navios mercantes e militares também participam nas operações com a esperança de recuperar os objetos detectados do espaço. Nesta segunda-feira, 10 aviões participavam nas operações de busca após a chegada de dois P3 Orion japoneses e dois Ilyushin-76 enviados pela China.

— A busca foi dividida hoje em duas zonas próximas de unos 68.500 km2 — informou a Autoridade Australiana de Segurança Marítima (AMSA).

Objetos no oceano reforçam direção do avião da Malaysia Airlines Rob Griffith/AFP
 Buscas envolveram equipes de vários países desde o desaparecimento do avião em 8 de março.

Detector de caixas pretas

O Pentágono ordenou o envio de um sonar ("Towed Pinger Locator") que pode detectar sinais a uma profundidade de até 6.000 metros. O aparelho é posicionado ao fim de cabos de milhares de metros de comprimento rebocados por um barco.

Os aviões comerciais possuem duas caixas pretas. Uma registra segundo a segundo todos os parâmetros de voo e a outra as conversas, os sons e os anúncios feitos na cabine dos pilotos. Mas para poder utilizar estas informações é necessário encontrar as caixas, um trabalho muito complexo quando o acidente acontece no oceano.

A urgência é ainda maior, pois os emissores das caixas serão apagados em 12 dias e depois será praticamente impossível encontrá-las em uma das regiões mais inóspitas do planeta. As dificuldades devem aumentar com o anúncio da tempestade Gillian, 1.000 km ao norte, que será acompanhada por fortes chuvas.

Notícias Relacionadas

Voo MH370 24/03/2014 | 02h24

Chineses avistam "objetos suspeitos" na área de busca do avião desaparecido

Equipes viram dois objetos grandes flutuantes e vários outros menores em uma grande região do Oceano

Novas pistas 23/03/2014 | 22h48

Objetos no oceano reforçam direção do avião da Malaysia Airlines

Imagens de três satélites indicam que buscas estariam no caminho certo

Buscas continuam 23/03/2014 | 09h24

Objetos encontrados no oceano podem ser de avião da Malaysian Airlines

Franceses teriam encontrado destroços da aeronave desaparecida desde o dia 08 de março

Sem respostas 23/03/2014 | 01h26

Primeiro-ministro australiano fala em 'esperança crescente' de resolver mistério do voo da Malaysia Airlines

Buscas foram reforçadas por aviões chineses e japoneses na área onde possíveis destroços fora avistados

Boeing 777 22/03/2014 | 07h54

Imagens de satélite da China indicam objeto que pode ser avião desaparecido da Malaysia Airlines

Anúncio teria sido dado pelo ministro dos transportes da Malásia

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.