Versão mobile

Mobilização

Familiares de vítimas da Kiss fazem vigília na Praça Saldanha Marinho, em Santa Maria

No local, um abaixo-assinado pela permanência da tenda já recolheu cerca de 4 mil assinaturas

16/03/2014 | 15h45
Familiares de vítimas da Kiss fazem vigília na Praça Saldanha Marinho, em Santa Maria Fernando Ramos/Agencia RBS
Foto: Fernando Ramos / Agencia RBS

Cerca de 30 pessoas estão instaladas desde as 8h deste domingo na Praça Saldanha Marinho, em Santa Maria. Os familiares estão reunidos na tenda da vigília dedicada às vítimas da Kiss em frente ao Banrisul. No local, um abaixo-assinado pela permanência da tenda na praça já reuniu cerca de 4 mil assinaturas.

A mobilização dos familiares ganhou força desde a última quinta-feira, quando o setor de fiscalização da prefeitura entregou uma notificação obrigando a retirada da tenda em 72 horas, com o argumento de que estaria obstruindo a via pública.

Além disso, a prefeitura explicou que a autorização concedida à tenda tinha sido dada a uma entidade (a Associação de Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria - AVTSM), mas o local estaria sendo ocupado por outro grupo (Movimento Santa Maria do Luto à Luta).

Na sexta-feira, por volta das 13h, a assessoria de imprensa da prefeitura emitiu um esclarecimento determinando que a notificação fosse interrompida até nova ordem. Com isso, a tenda tem permissão para continuar no local.

A partir das 15h30min deste domingo, o presidente do Movimento Santa Maria do Luto à Luta, Fávio José da Silva deve discursar explicando o porquê da existência do Movimento, bem como de algumas manifestações que criticam a administração municipal e o Ministério Público.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.