Versão mobile

Perseguição e mortes

Famílias afirmam que rapazes mortos pela BM, em Bento Gonçalves, não usavam armas

Jovens serão sepultados nesta segunda-feira

16/03/2014 | 17h51
Famílias afirmam que rapazes mortos pela BM, em Bento Gonçalves, não usavam armas Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Na foto, familiares de Danúbio Cruz da Costa, de 20 anos Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

As mortes dos amigos Anderson Styburski, 16 anos, e Danúbio Cruz da Costa, 20 anos, durante perseguição policial, na madrugada deste domingo, provocaram reação de familiares, amigos e vizinhos em Bento Gonçalves.

Pais, irmãos e tios não acreditam que os quatro amigos estavam armados, como sustentam os policiais militares envolvidos no caso. Um revólver calibre 38 foi encontrado por peritos dentro da Fiorino usada pelo grupo. A arma tem registro e não consta como furtada. A Polícia Civil tentará localizar o dono do revólver.

O motorista da Fiorino, Tiago de Paula, 18, e um adolescente que acompanhava o grupo também contestam a versão. Eles negam a posse do revólver.

Os jovens eram conhecidos no bairro Fátima pela amizade. Geralmente, circulavam juntos e frequentavam festas. Nenhum deles tinha passagens na polícia.

Douglas Cruz da Costa, 29, irmão de Danúbio, diz que o irmão gostava de sair com a turma. No sábado, ele se deslocou para o interior de Bento na própria moto. O rapaz trabalhava como servente de pedreiro, mas havia se desligado da função há uma semana.

— Não era para ele estar na Fiorino. Mas um amigo dele ficou empenhado e o Danúbio emprestou a moto e voltou na Fiorino. O perfil deles não era de gente que pudesse andar com arma por aí. Mataram como se fossem bandidos  — desabafou Douglas.

Transtornados, os pais de Anderson preferiram não conversar com o Pioneiro. Outros familiares do adolescente contam que Anderson frequentava o turno da noite do Ensino de Jovens e Adultos (EJA) do Colégio Estadual Bento Gonçalves. Tios e primos descreveram ele como um garoto tranquilo, que gostava de se divertir em festas e acampar.

O velório de Anderson ocorrerá na Capela Santa Helena 3, no bairro Fátima. O sepultamento está marcado para as 9h desta segunda-feira no Cemitério Parque Jardim do Vale, no bairro Santo Antão. O corpo de Danúbio será velado nas Capelas Cristo Rei, no Santo Antão. O enterro deve ocorrer na tarde de segunda-feira, no mesmo cemitério, mas em horário a ser definido.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.