Versão mobile

Design de produto

Não é apenas uma rolha

Novos usos da cortiça abastecem o mercado da decoração

05/03/2014 | 09h20
Não é apenas uma rolha Icon Interiores/Divulgação
A mesa Roots feita de cortiça é uma das criações do designer Jader Almeida Foto: Icon Interiores / Divulgação
Não faz muito tempo que a cortiça começou a ganhar novas formas. A aplicação do material vai muito além das já conhecidas rolhas, e mostra-se cada vez mais versátil no mercado, principalmente da decoração. O recurso renovável extraído da casca do sobreiro, árvore comum em Portugal, é de uso eficiente e promete desdobramentos na indústria.
— É como trabalhar a madeira, mas é um material menos denso, de fácil usinagem, estável — resume o arquiteto e designer Jader Almeida, um dos entusiastas do uso da cortiça no mobiliário.
Incentivada como matéria-prima pelos produtores, a cortiça prova ser viável para inúmeros fins. Reveste paredes internas e externas de projetos ousados de arquitetura.
— Sempre que acho viável opto por esse material pelos seguintes motivos: a textura, a plasticidade e o aspecto amistoso final. Sem contar que é um material ambientalmente correto — destaca Jader.
No portfólio do designer são várias formas já esculpidas na cortiça como o banco Mark, os cabideiros Scudo e a mesa Roots, lançados nos últimos dois anos para a Sollos.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.