Versão mobile

Acidente

Regulamento exige poucos itens de segurança no arrancadão que terminou com a morte de piloto no Sul de SC

No guia de regras, não há menção para uso de capacetes, nem medidas de proteção ao público

17/03/2014 | 12h28
Regulamento exige poucos itens de segurança no arrancadão que terminou com a morte de piloto no Sul de SC Reprodução/Reprodução
Piloto perde o controle do caminhão e morre depois de passar pela linha de chegada Foto: Reprodução / Reprodução

O regulamento geral da 24ª Prova de Arrancada Internacional de Caminhões em Balneário Arroio do Silva, no Sul do Estado, exige poucos itens de segurança. Na tarde deste domingo, o piloto Edson Beber, 46 anos, morreu após perder o controle da Scania que dirigia e tombar. No texto do regulamento, homologado dia 6 de março e aprovado pelo presidente da Federação de Automobilismo de Santa Catarina, Amir Petris, são exigidos apenas o uso do cinto de segurança e calçados fechados, teste do bafômetro antes das provas e equipamentos previstos na lei de trânsito como extintor de incêndios.

Causas do acidente serão divulgadas na quinta-feira

 Campeonato de Arrancada em Florianópolis permanece sem autorização

 Prefeitura de Arroio do Silva e organizadores lamentam morte de piloto

Não há menção para uso de capacetes, nem medidas de proteção ao público, que fica separado da pista por raias formadas por bancos de areia e grades.

O regulamento prevê ainda proibições aos competidores: somente o piloto, será permitido na cabine do caminhão; vedada execução de manobras perigosas e a aceleração de veículos na área de escape; o acesso à pista só é permitido a pessoas credenciadas; o piloto que infringir qualquer norma de trânsito fora do perímetro da prova pode ser desclassificado.

Confira na íntegra abaixo o regulamento da prova:



As regras são válidas para as categorias de caminhão toco e truck até 320 cavalos de potência, cavalo mecânico toco e truck até 480 cv, cavalo mecânico eletrônico até 520cv, caminhões e cavalos mecânicos força livre e caminhões protótipos.

Conforme a edição do dia 13 de março do Diário Oficial do Estado, o torneio foi custeado com R$ 200.799,00 dos cofres públicos, dos quais R$ 99.987,94 são incentivos da Secretaria de Estado de Esporte, Cultura e Turismo e R$ 100.791,06 da Prefeitura de Balneário Arroio do Silva.

Veja abaixo a galeria com imagens do acidente:

Notícias Relacionadas

Vetado 16/03/2014 | 23h35

Campeonato Catarinense de Arrancada em Florianópolis permanece sem autorização

Em uma prova em Balneário Arroio do Silva, o piloto Edson Beber, 46 anos, perdeu o controle do veículo e morreu

Pós-acidente 16/03/2014 | 19h01

Prefeitura de Arroio do Silva e organizadores da Arrancada de Caminhões lamentam a morte de piloto

Edson Beber, 46 anos, perdeu o controle do veículo durante uma das provas

Manobra fatal 16/03/2014 | 17h28

Piloto morre durante prova da Arrancada de Caminhões no litoral Sul de SC

Edson Beber, 46 anos, disputava a final de uma das provas quando perdeu o controle do caminhão que dirigia

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.