Versão mobile

Avante e além

Astronautas mirins vão lançar foguete em Santa Maria

Projeto Observando o Cosmos completa 10 anos

08/04/2014 | 18h38
Astronautas mirins vão lançar foguete em Santa Maria Hernán Mostajo/Divulgação
Preparados para explorar o espaço sideral! Foto: Hernán Mostajo / Divulgação

A Lua, que é o nosso satélite natural mais próximo, está em média a 384 mil quilômetros de distância da Terra. Além dela compõem o sistema solar o Sol, planetas e centenas de milhares de corpos celestes - todos bem mais distantes de nós.

Como trazer todo o universo ao alcance de estudantes do 5º ano? Este foi o desafio que a professora de ciências do Colégio Fátima, Laura Azambuja, encarou há dez anos. E foi assim que nasceu a ideia do Observatório do Cosmos.

A proposta pedagógica é apresentar aos alunos do 5º ano o Universo e todas as questões da sua formação e composição, com atividade práticas, que tornam os elementos estudados mais palpáveis aos alunos (em alguns casos, literalmente).

Entre as atividade, que são executadas entre março e abril, estão palestras no colégio, atividade práticas, observação da lua e visita ao museu de ufologia. Tudo com caráter lúdico, que instiga a curiosidade dos alunos e torna o conteúdo mais atraente, explica a coordenadora pedagógica dos anos iniciais da instituição, Mirian Laíse.

Se o tempo ajudar, os 111 alunos das quatro turmas do 5º ano irão lançar seus próprios foguetes de pressão d'água. Divididos em grupos de quatro, eles serão instruídos sobre como dar ignição para garantir um voo longo e seguro. Para a viagem, é importantíssimo um capacete, é claro. O equipamento já é ostentado pela gurizadinha com idades entre 10 e 11 anos desde a manhã desta terça-feira.

Outra atividade que pode ser prejudicada pelas condições climáticas é a observação da Lua. Ela deve ocorrer entre as fases nova e crescente, para que os detalhes sejam vistos com maior clareza. Para a atividade, professores e os pais dos alunos também são convidados a contemplar e observar bem de perto o satélite natural. Esta atividade deve ocorrer até o fim de abril.

Se o lançamento dos foguetes for frustrado por causa da chuva, os jovens astronautas terão outras oportunidades de lançar seus protótipos – e de contar todas as novidades e aprendizados quando chegarem em casa.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.