Versão mobile

Além de masculino e feminino

Gênero neutro é reconhecido pela Suprema Corte da Austrália

Australianos poderão ter sexo ''não especificado'' em seus registros

03/04/2014 | 14h18
Gênero neutro é reconhecido pela Suprema Corte da Austrália William West/AFP
Norrie não se identifica nem como sendo do sexo masculino nem do sexo feminino Foto: William West / AFP

Agora os australianos podem optar por serem legalmente reconhecidas por um gênero neutro. O novo gênero foi aprovado na última terça-feira, dia 1, pela Suprema Corte da Austrália em um julgamento unânime.

"A Suprema Corte reconhece que uma pessoa pode não ser nem do sexo masculino, nem do sexo feminino, e permite, assim, o registro do sexo de uma pessoa como 'não especificado'", disse.

O caso começou a ser estudado após Norrie - que não se identifica nem como sendo do sexo masculino nem do sexo feminino - entrar com um processo na justiça australiana para que um gênero neutro fosse introduzido no país. 

Tudo teve início em 2010, quando Norrie conseguiu ser registrada no departamento de Nascimentos, Mortes e Casamentos do estado de New South Wales com o "sexo não especificado", mas, logo depois, a decisão foi revogada com alegação de que o certificado era inválido e tinha sido emitido por um erro. Após isso, o caso de Norrie gerou uma série de processos que resultaram na decisão dessa terça-feira.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.