Versão mobile

Crise

Vice-prefeito Antonio Feldmann passa a terça em Porto Alegre para agilizar defesa

Vice voltou de viagem da Argentina no fim da segunda-feira

08/04/2014 | 11h54
Vice-prefeito Antonio Feldmann passa a terça em Porto Alegre para agilizar defesa Porthus Junior/Agencia RBS
O vice afirmou que a volta do titular não o tranquiliza para continuar fora do comando do Executivo. Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Após retornar de viagem da Argentina no fim da tarde da segunda-feira, o vice-prefeito de Caxias do Sul, Antonio Feldmann (PMDB), passa a terça-feira em Porto Alegre.

De acordo com o advogado Lauri Romário da Silva, ex-procurador geral do município, além de cumprir com compromissos já agendados, Feldmann está na Capital para agilizar a defesa quanto à ação civil pública do Ministério Público (MP) movida contra o ex-prefeito.

A decisão da Justiça para que o vice-prefeito assuma o cargo de prefeito interino, conforme previsto na Lei Orgânica do Município, prevê multa diária de R$ 50 mil caso ele não tomasse a posição até a manhã desta terça-feira.

— Não há novidades em relação à defesa, mas temos uma situação concreta: a decisão do vice é resguardada pela constituição brasileira — afirma o advogado.

A decisão judicial possui caráter provisório e ainda cabe recurso.

>> Prefeito de Caxias, Alceu Barbosa Velho, cancela férias após decisão judicial que manda vice assumir cargo

>> Presidente do Sindiserv parabeniza MP e diz que acabou mamata do vice-prefeito de Caxias

>> Feldmann pagará multa diária de R$ 50 mil caso não assuma como prefeito interino de Caxias até a manhã de terça-feira

Enquanto isso, no prédio da prefeitura de Caxias, o chefe de Gabinete, Manoel Marrachinho, e o secretário de Governo, Agenor Basso, se reúnem às portas fechadas e são aguardados pela imprensa para concederem explicações. 

Entenda o caso

Na semana passada, Feldmann optou por não assumir a titularidade para resguardar seu direito de concorrer a deputado federal. Caso assuma o cargo, ficará inelegível nas eleições deste ano. Com isso, o presidente da Câmara de Vereadores, Gustavo Toigo (PDT), assumiu a função na administração municipal.

Porém, a bancada do PT no Legislativo entrou com uma representação pedindo que o Ministério Público tomasse providências quanto à decisão de Feldmann.

A juíza Maria Aline Vieira Fonseca, da 2ª Vara Cível da Fazenda Pública de Caxias do Sul, deferiu o pedido do Ministério Público. A ação foi impetrada pelo promotor de Justiça Alexandre Porto França.

Notícias Relacionadas

Crise 07/04/2014 | 18h34

Prefeito de Caxias, Alceu Barbosa Velho, cancela férias após decisão judicial que manda vice assumir cargo

Nota da prefeitura lembra que decisão tem caráter provisório e cabe recurso

Repercussão 07/04/2014 | 17h13

Presidente do Sindiserv parabeniza MP e diz que acabou mamata do vice-prefeito de Caxias

João Dorlan postou comentário no Twitter

Administração municipal 07/04/2014 | 17h

Feldmann pagará multa diária de R$ 50 mil caso não assuma como prefeito interino de Caxias até a manhã de terça-feira

Justiça determinou que vice-prefeito assuma o cargo, que recusou para não se tornar inelegível

Administração Municipal 07/04/2014 | 14h44

Justiça manda Antonio Feldmann assumir cargo de prefeito interino de Caxias do Sul

Peemedebista não queria ocupar o cargo para não se tornar inelegível, já que é pré-candidato a deputado federal

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.