Versão mobile

Ameaçadas

Confira as 10 profissões que estão desaparecendo mais rapidamente

Estudo baseado em dados do U.S. Bureau of Labor Statistics mostra atividades com menos contratações

16/07/2014 | 12h22
Confira as 10 profissões que estão desaparecendo mais rapidamente Divulgação/Stock Photos
Comissários de bordo ocupam a 7ª posição entre as ocupações com menos contratações Foto: Divulgação / Stock Photos

Enquanto o avanço tecnológico faz surgir novas profissões e oportunidades de emprego, outras funções começam a desaparecer rapidamente. Um estudo da CareerCast apontou as dez carreiras mais ameaçadas de 2014. O levantamento é baseado nos dados do U.S. Bureau of Labor Statistics (BLS).

A profissão de carteiro é a mais ameaçada. Até 2022, o número de profissionais contratados deve cair 28% nos Estados Unidos. O portal ressalta, no entanto, que a redução do mercado para os profissionais que estão chegando não significa diminuição da qualidade de trabalho para quem já está no mercado.

Entre as outras atividades com menor expectativa de contratação estão repórteres de jornal impresso, agentes de viagem e comissários de bordo.

Veja a lista completa: 

1. Carteiro

Média salarial: US$ 53.100 ao ano.

Expectativa de contratação até 2022: -28%

Motivo: A comunicação online afetou profundamente o serviço dos correios. À medida que a sociedade adquire mais acesso à internet, as vagas no serviço de postagem caem severamente.

2. Agricultor

Média salarial: US$ 69.300 ao ano.

Expectativa de contratação até 2022: -19%

Motivo: A tecnologia permite que aqueles que já trabalham na área rural consigam mais resultados com menos recursos, em especial, os trabalhadores.

3. Leituristas de medidores

Média salarial: US$ 36.410 ao ano.

Expectativa de contratação até 2022: -19%

Motivo: A implementação de leitores à distância permite que as empresas reúnam os dados dos consumidores sem ter que enviar funcionários para a checagem. À medida que o sistema se populariza, menos leituristas são necessários.

4. Repórter de jornal impresso

Média salarial: US$ 37.090 ao ano

Expectativa de contratação até 2022: -13%

Motivo: A queda nas assinaturas e vendas de anúncios têm impactado negativamente no poder de contratação dos jornais. Opções online continuam a substituir os jornais tradicionais e a expectativa de contratação de repórteres em longo prazo reflete essa mudança.

5. Agente de viagens

Média salarial: US$ 34.600 ao ano

Expectativa de contratação até 2022: -12%

Motivo: enquanto alguns turistas optam por planejar a sua própria viagem pela internet, menos agentes de viagem são necessários. Os profissionais desta área trabalham mais com viagens que exigem maior preparação como para o exterior.

6. Lenhador

Média salarial: US$ 24.340 ao ano

Expectativa de contratação até 2022: -9%

Motivo: o avanço tecnológico na indústria madeireira requer cada vez menos lenhadores. Além disso, a demanda da indústria está mais baixa com a menor necessidade de madeira para a produção de papel.

7. Comissário de bordo

Média salarial: US$ 37.240 ao ano

Expectativa de contratação até 2022: -7%

Motivo: reduções no número de vôos e fusões de companhias aéreas indicam estagnação desta indústria recentemente. A projeção de contratação em longo prazo não aponta mudanças para a próxima década.

8. Operador de perfuradora

Média salarial: US$ 32.950 ao ano

Expectativa de contratação até 2022: -6%

Motivo: o avanço tecnológico faz com que menos trabalhadores nesta área sejam necessários.

9. Funcionário de impressão gráfica

Média salarial: US$ 34.100 ao ano

Expectativa de contratação até 2022: -5%

Motivo: a digitalização dos trabalhos exige menos papel e consequentemente, menos profissionais para executar as cópias e impressões.
 
10. Fiscal e coletor de impostos

Média salarial: US$ 50.440 ao ano

Expectativa de contratação até 2022: -4%

Motivo: a redução dos recursos das agências que contratam esses profissionais resultaram no declínio das contratações. Eles também são afetados pelos avanços tecnológicos.

 

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.