Versão mobile

Para embalar

Grêmio aposta em Fernandinho para resolver seca de gols no ataque

Atacante estreia neste domingo, contra o Coritiba, na Arena, e é a mais nova esperança de gols do Grêmio, que marcou apenas oito vezes neste Brasileirão

26/07/2014 | 10h04
Grêmio aposta em Fernandinho para resolver seca de gols no ataque Lucas Uebel/Grêmio, Divulgação
Foto: Lucas Uebel / Grêmio, Divulgação

Se o ataque do Grêmio ainda não engrenou no Brasileirão, Enderson Moreira irá apostar na velocidade e nos dribles de Fernandinho para aumentar o poder de fogo do time neste domingo contra o Coritiba. O atacante herdou a vaga de Alán Ruiz, e fará sua estreia com a camisa do novo clube.

A partida, na Arena, começa às 18h30min. Pelo Brasileirão, o ex-jogador do Atlético-MG já esteve na Arena, e marcou gol. E como a
fase dos atacantes gremistas não é das melhores, mesmo  sem ter vestido a camisa do novo clube, Fernandinho será o único titular que
já balançou as redes no estádio na competição nacional.

Sem  contar com Alán Ruiz, lesionado, o técnico Enderson Moreira aproveitou a semana para treinar uma nova movimentação dos homens de frente. Para que a equipe possa aproveitar a velocidade do novo reforço, o Grêmio terá Giuliano e Luan atuando mais próximos no domingo.

- O Alán tem uma boa retenção de bola, um jogador que vem mais para a armação. O Fernandinho é mais um jogador de drible, que vai para o um contra um com muita força e que finaliza bem. Temos que aproximar mais o Luan do Giuliano para o Fernandinho ter espaço –
resumiu Enderson.

Não é a hora de Lucas, diz técnico

E ainda que a entrada de Fernandinho não seja garantia do fim do jejum de Barcos, que marcou pela última vez na vitória por 2 a 1
sobre a Chapecoense no dia 11 de maio, Enderson avalia que ainda não chegou a hora de colocar Lucas Coelho.

- O Barcos já demonstrou o que pode fazer, não podemos desprezar um jogador assim. Ele está se esforçando. É a sina do atacante, daqui a pouco a bola começa a entrar – disse, antes de justificar a reserva de Lucas Coelho: – Se coloco o Lucas a partir de amanhã e ele fica dois jogos sem fazer gol, a cobrança é toda em cima dele, e talvez a gente perca um jogador que tem talento. Um jogador mais jovem, temos que ter um cuidado maior.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.