Versão mobile

Migração

Mais 38 ganeses chegaram a Caxias do Sul desde o sábado passado

Entre os estrangeiros está um de 17 anos que teria viajado sozinho ao Brasil

14/07/2014 | 10h03
Mais 38 ganeses chegaram a Caxias do Sul desde o sábado passado Roni Rigon/Agencia RBS
Câmara Municipal de Vereadores concentra serviços de preenchimento de relatórios para encaminhamento de protocolo de refugiado junto à PF Foto: Roni Rigon / Agencia RBS
A entrada de ganeses em Caxias do Sul não cessa. Até a manhã desta segunda-feira, mais 38 somaram-se aos 251 que, em duas semanas, já haviam passado pela Polícia Federal (PF) para solicitar documentação de refúgio.

No sábado, desembarcou na cidade um grupo de 18 ganeses, no domingo vieram mais três e, na madrugada desta segunda-feira, outros 17. Alguns procuram diretamente a delegacia da PF, que na quinta-feira decidiu limitar a 20 o número de concessão diária de refúgio — na metade da semana passada, chegou a conceder 60 documentos por dia.

Segundo a coordenadora do Centro de Atendimento ao Migrante (CAM) de Caxias, irmã Maria do Carmo dos Santos Gonçalves, foi constatada a presença de um menor de 17 anos entre os migrantes, que entraram no país com visto de turista por ocasião da Copa do Mundo. O menor, inclusive, já estaria de posse do protocolo de refúgio, o que lhe garante o encaminhamento de documentos como CPF e Carteira de Trabalho.

— Assim que soubemos da presença do menor, que viajou sozinho ao Brasil, procuramos o Conselho Tutelar, que se responsabilizou por levar o caso ao juizado da Infância e Adolescência de Caxias — diz Maria do Carmo.

O adolescente passa os dias com outros ganeses que estão em um abrigo provisório no Seminário Nossa Senhora Aparecida.

Para colaborar com voluntariado (tradução do inglês) ou doações de comida, roupas e colchões, contate:

(54) 3218.1613 / (54) 9105.3924 (Comissão de Direitos Humanos)

(54) 3227.1459 / (54) 9103.7771 (Centro de Atendimento ao Migrante),
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.