Versão mobile

Vovós corujas

No Dia dos Avós, conheça um pouco da relação entre vovôs e netos famosos

Neste sábado, em que se comemora o Dia dos Avós, Retratos da Fama conversou com estrelas do jornalismo, das novelas e da música sobre o relacionamento delas com os seus avós

26/07/2014 | 11h01
No Dia dos Avós, conheça um pouco da relação entre vovôs e netos famosos Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Maíra Gatto e os avós , Divany Albernaz Acosta , 72 anos , Darci Acosta , 79 anos Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal
Tem comemoração em dose dupla, neste sábado, na casa do casal Divany Albernaz Acosta, 72 anos, e Darci Acosta. Não só pelo Dia dos Avós, mas porque o vovô paterno da repórter da RBS TV Maíra Gatto festeja 79 anos. Mais velha de cinco netos, Maíra é o xodó de Divany.
 
– Ela foi a primeira neta. Eu tinha 45 anos, Maíra era quase como uma filha – conta Divany.
 
Dessa época, ela lembra dos passeios pelas ruas de Santa Maria, onde Maíra vivia com os pais. Todos comentavam que Divany parecia mãe da netinha.
 
Verões inesquecíveis no Cassino
 Dos verões na praia do Cassino, tanto Divany quanto Maíra não esquecem. E a avó entrega: Maíra era arteira.
 
– Ela sempre foi motivo só de prazer para a gente, sempre muito esforçada e estudiosa. E arteira demais, não podia ver uma árvore! Uma vez, ela fez cem estrelinhas na praia, bem na nossa frente – recorda a avó, que mora em Rio Grande.
 
A neta famosa faz questão de devolver os elogios à avó. Foi ela que a ensinou a bordar e costurar. Até deu os macetes quando Maíra aprendeu a dirigir.
 
– Ela é uma amigona minha, conversamos de tudo. Ela me manda e-mail, mas não está no facebook. É como se fosse a minha segunda mãe – emociona-se a jornalista.
 
Vem que tem nega maluca
 Basta um telefonema do neto para que Eliete Galvão, 73 anos, corra para o fogão. Por conta das gravações de Geração Brasil, o ator gaúcho Miguel Roncato, 21 anos, que interpreta o Danilo na novela das sete, demora para visitar a avó materna, em Nova Prata, na Serra. E, quando ele vem, não pode faltar a nega maluca de Eliete!
 
– Ele adora – gaba-se a avó.
 
Fã de cinema, Eliete foi uma das incentivadoras de Miguel na carreira artística.
 
– Ela pegava pilhas de filmes na locadora, no final de semana, para olharmos juntos. E fazia aquele baldão de pipoca! – recorda o neto famoso.
 
Eliete ficou famosa em Nova Prata...Com este neto famosão, pudera!
 
Muito ativa, Eliete participa de grupos da terceira idade e de um coral. Era ela quem acompanhava o neto nas apresentações que ele e o irmão mais velho, Fernando, faziam em grupos de dança tradicionalistas, na infância.
 
– Sempre falo que a minha veia artística veio dela. Ela sempre foi muito ativa culturalmente – recorda Miguel.
 
De tanto dar entrevistas sobre o neto – em junho, ela apareceu no Encontro Com Fátima Bernardes –, Eliete ficou famosa em Nova Prata...
 
– Me chamam de vovó famosa! – conta a senhorinha, que, emocionada, ainda fala sobre a sua importância na vida de Miguel:
 
– Os avós são importantes para transmitir muitos valores, porque podem, muitas vezes, ficar mais tempo com os netos do que os pais. Eu fico muito feliz de ver o Miguel na tevê!
 
A distância não separa
Nem a distância entre Porto Alegre e Pelotas, de 220km, separa a apresentadora do Teledomingo, Daniela Ungaretti, 37 anos, dos seus avós maternos.
 
– É uma relação de alma. Não sei como definir o amor e a amizade que a gente tem – explica a jornalista.
 
Em resposta, Maria Edith Krause Knorr e Jarbas Knorr, ambos com 82 anos, são só elogios à neta famosa.
 
– Até aqui, ela só me encheu de orgulho. Sempre foi estudiosa, maravilhosa e amiga – enumera Maria Edith.
 
A relação entre neta e avó sempre foi intensa e ficou ainda mais forte quando a mãe de Daniela faleceu. Na época, ela e a irmã gêmea, Juliana, tinham apenas 14 anos.
 
– Me sinto não só avó, mas também mãe delas – conta a avó coruja.
 
Sempre que pode, Daniela pega o carro e vai visitar Maria Edith e Jarbas. Eles também fazem o caminho inverso.
 
– Acontece, às vezes, de eles virem num bate e volta, sabe? Vêm, almoçam e voltam para Pelotas no mesmo dia, só para matar a saudade – diz a neta.
 
Trios de ouro
Na casa da família Cunha, no Bairro Higienópolis, sobram beijos e abraços para os avós. As manas Maitê, 26 anos, Taísi, 23, e Alina, 21, vocalistas da banda Melody, são só cuidados e carinhos com a avó paterna, Arlinda Antunes da Cunha, 96 anos, que mora com elas, e com os avós maternos, Lúcia Zaltron Carvalho, 78 anos, e Edyr Souza Carvalho, 85 anos, que estão sempre por lá.
 
– Foi muito boa a participação delas no SuperStar. O lado bom de não terem ganhado é que podem ficar mais tempo com a gente – diz sem rodeios Arlinda, que é chamada pelo trio de Vó Linda.
 
Era ela a responsável por fazer balas de coco para os aniversários das gurias, na infância, e no Natal. Vó Linda até ajuda na divulgação dos shows da Melody!
 
– O pessoal da minha academia me pergunta quando terá show, e eu sempre respondo que elas tocam toda quinta lá naquele bar... – explica Vó Linda, que contou com a ajuda de Alina para lembrar o nome da casa de shows: Rambla, na Capital.
 
Paixão pela música herdada do avô Edyr
Fãs confessos, Edyr e Lúcia vão aos shows sempre que podem. Estavam em Gramado no final de semana passado, quando a Melody apresentou-se na cidade.
 
– Elas são as melhores netas do mundo – derrete-se Edyr.
 
Das memórias da infância das gurias, os avós lembram dos verões em Capão da Canoa, do primeiro dia que Maitê foi para a creche e levou Lúcia às lágrimas e da irresistível batata palha que ela faz.
 
A Edyr cabem as lições de carteado. A família tem até um livro oficial com resultados das partidas.
 
– Em dias de chuva, chegamos a jogar duas partidas ao mesmo tempo – confidenciou o avô.
 
Aliás, é de Edyr que elas herdaram o gosto pela música.
 
– O vô sempre teve muito bom gosto para música e é muito culto – elogiou Maitê, que deixou o avô com os olhos marejados.
 
Duas lindezas 
Marly Campello Monteiro, 83 anos, a avó materna de Carolina Dieckmann, 35 anos, que aparece na tevê ao lado da neta famosa em um comercial de sabonete, é fonte de inspiração para a atriz.
 
– Ela usava o cabelo preso do lado – explica a atriz, que se espelhou neste visual da avó para compor sua personagem em Joia Rara (2013), a Iolanda.
 
Na quarta-feira passada, Marly fez aniversário e ganhou da neta uma declaração de amor, publicada em seu instagram: "Vovozinha mais linda do mundo, minha diva, deusa, musa inspiradora, que você continue colhendo muito amor!", escreveu a loira.
 
A avó da atriz adora aparecer e já participou do Vídeo Show. Com roupas de época, surpreendeu a neta.
 
– Ninguém fica mais bonita que você, minha filha! – derreteu-se Marly.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.