Versão mobile

Segunda chance

No retorno ao Jaconi, Picoli destaca desejo pelo acesso: 'Terminar aquilo que comecei'

Comandante orienta primeiro treino na manhã desta quinta-feira

31/07/2014 | 10h20
No retorno ao Jaconi, Picoli destaca desejo pelo acesso: 'Terminar aquilo que comecei' Maurício Reolon/ Agência RBS/
Foto: Maurício Reolon/ Agência RBS
Um profissional movido por desafios. Na sua apresentação, no retorno ao Jaconi, o técnico Antônio Picoli agradeceu a nova oportunidade de comandar o Juventude e deixou claro o motivo do seu retorno: a conquista do acesso.

Nas três competições nacionais que disputou, a Série D pelo Ju, em 2011, e duas Séries C pelo Caxias, em 2012 e 2013, apesar de campanhas consistentes, o acesso não veio. O estigma de ser um treinador que fica pelo caminho não chega a ser um fardo, mas incomoda a ponto de Picoli querer dar um basta na situação.

— A única maneira é persistir, continuar batendo na porta. Aqui, tenho reais chances de colocar o time entre os quatro primeiros. Vamos trabalho jogo a jogo para isso — definiu o treinador.

Após a apresentação, o técnico comandou seu primeiro trabalho com o grupo de jogadores. Muitas caras são conhecidas para o treinador, o que pode facilitar neste curto espaço de tempo até o jogo contra o Mogi Mirim, domingo, às 16h, no interior paulista. O primeiro passo da nova caminhada.

— Volto como um profissional sedento a cumprir aquilo que tracei como meta. Aqui fui vencedor, seja como jogador ou no começo da carreira como técnico. O ambiente, a atmosfera da conquista pode favorecer a gente — diz Picoli.

Mesmo que o retorno à Caxias do Sul não estivesse nos planos imediatos, o convite do Juventude fez Picoli mudar de ideia. Por um desafio maior. Pelo desafio de colocar o clube onde começou a carreira de volta na Série B.

— Falta esse acesso para terminar aquilo que comecei.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.