Versão mobile

Caiu um grandão

Número 1 da facção Bala na Cara é preso em ação não planejada da PF

Luis Fernando da Silva Soares Junior, o Junior, 30 anos, foi detido após denúncias anônimas

30/07/2014 | 20h14
Número 1 da facção Bala na Cara é preso em ação não planejada da PF  Reprodução/Ver Descrição
Foto: Reprodução / Ver Descrição

Em uma ação aparentemente não planejada, o homem apontado como líder da mais perigosa facção criminosa do Estado foi preso pela Polícia Federal, na noite de segunda-feira, em Porto Alegre. Luis Fernando da Silva Soares Junior, o Junior, 30 anos, número 1 da facção criminosa Bala na Cara, foi pego com 20,5kg de cocaína em um veículo.

- Ele nos contou que nada tinha a ver com a droga e que não sabia como a cocaína foi parar ali. Mas o histórico dele mostra várias autuações por tráfico - disse o delegado substituto da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da PF, delegado Roger Cardoso.

Conforme o delegado, o grupo Bala na Cara, citado em inquéritos do Denarc e do Deic, "não existe na Polícia Federal". A prisão só ocorreu após  denúncias anônimas, domingo, de que a droga chegaria a Porto Alegre via BR-116. Agentes conseguiram identificar o carro e passaram a monitorá-lo até a hora da prisão. Nos próximos 30 dias, a equipe de investigação tentará descobrir a origem da droga e se há pessoas envolvidasno caso. Junior foi indiciado por tráfico e encaminhado ao Presídio Central. Ainda na quarta-feira, teve sua prisão preventiva decretada. 

- No momento da prisão, pedimos para ele sair do carro e ele não saiu, talvez por susto. Teve de ser retirado a força. Não havia arma com ele - informou o delegado.

Surgido há pelo menos dez anos no Bairro Bom Jesus, Zona Norte de Porto Alegre, a facção dos Bala na Cara é responsável por boa parte do tráfico na Capital e tem braços em Alvorada, Viamão e Gravataí. Vários homicídios são atribuídos ao bando, sempre na disputa por pontos de venda de droga.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.