Versão mobile

Indignados

Torcida do Palmeiras protesta em frente à casa do presidente do clube

Torcedores pediam as demissões do diretor-executivo e do gerente de futebol do clube

12/08/2014 | 11h35

Membros de uma torcida organizada do Palmeiras fizeram um protesto em frente a um condomínio fechado, na Granja Viana, em Cotia (Grande São Paulo), onde mora o presidente do clube, Paulo Nobre, na noite de segunda-feira (11).

Segundo a Polícia Militar, ao menos 50 torcedores com bandeiras e faixas foram ao local, por volta das 22h. O grupo, que entoava palavras de ordem, pedia as demissões de José Carlos Brunoro, diretor-executivo do clube, e Omar Feitosa, gerente de futebol.

A Polícia Militar foi chamada ao local, mas não houve confronto com os torcedores nem interdição da rua.

O torcedor palmeirense Pepe Reale postou em uma rede social que o grupo decidiu ir à casa do presidente do clube porque há algumas semanas a torcida organizada tenta falar com Nobre, que não os recebeu. Reale também postou na rede social que o protesto era pacífico e ressaltava o que consideram errado na gestão.

Por volta das 23h, os torcedores terminaram o protesto e foram embora.

Há oito jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro e apenas um ponto acima do Botafogo, o primeiro da zona de rebaixamento, o Palmeiras terá no clássico com o São Paulo, no próximo domingo (17), no Pacaembu, um jogo decisivo para o técnico Ricardo Gareca.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.