Versão mobile

No primeiro semestre

Venda de vinhos cai, mas comercialização de sucos puxa setor

Copa do Mundo é uma das causas de baixa, porque consumidores preferem bebidas como cerveja em jogos

Venda de vinhos cai, mas comercialização de sucos puxa setor Ricardo Wolffenbüttel/Agencia RBS
Bebidas, como o vinho fino, de mesa e os espumantes apresentaram retração de 5% a 6% Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Agencia RBS

O primeiro semestre do setor vinícola apresentou uma leve alta nas vendas em relação ao ano passado, de 1,99%. O aumento foi puxado por altas expressivas das vendas de suco de uva pronto para consumo, 18,68%, e dos moscatéis, de 17,18%. Essas bebidas caíram no gosto do consumidor e já vem, nos últimos anos, ganhando mais espaço no mercado. As cooperativas e vinícolas que focaram nesses produtos tiveram um primeiro semestre de resultados positivos.

Já outras bebidas, como o vinho fino, de mesa e os espumantes apresentaram retração de 5% a 6% no primeiro semestre. O diretor-executivo da Associação Gaúcha de Vinicultores, Darci Dani, avalia que a Copa do Mundo foi um dos fatores que contribuiu para a redução de vendas de alguns dos principais produtos do setor.

— O que aconteceu de novidade nesse primeiro semestre? A Copa, que fez com que o consumidor participasse de festividades e jogos. Tivemos uma pressão muito forte de outros tipos de produto. Perdemos mercado.

Outro ponto negativo para o mercado interno foi o aumento de 14,11% na importação de vinhos nos primeiros seis meses do ano. A expectativa é recuperar as perdas no segundo semestre, especialmente, com a comercialização para as festas de fim de ano.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.