Versão mobile

Opinião

Leonardo Oliveira: altos salários atrapalham enxugamento no Inter 

Colunista aponta dificuldades enfrentadas pela nova direção de futebol

Por: Leonardo Oliveira
18/01/2017 - 21h58min | Atualizada em 18/01/2017 - 21h58min
Leonardo Oliveira: altos salários atrapalham enxugamento no Inter  André Ávila/Agencia RBS
Foto: André Ávila / Agencia RBS  

O Inter recebeu sondagens por Paulão. Nenhuma delas virou proposta, no entanto. O clube avisou os interessados que não aceita pagar parte do salário do zagueiro. Quem levá-lo deve arcar sozinho com os cerca de R$ 250 mil que recebe no Beira-Rio. O Fluminense, por indicação de Abel Braga, teria sido o primeiro a bater no Beira-Rio. 

Um clube do leste europeu fez uma consulta. Recuou diante posição adotada pelo Inter. Paulão tem contrato até 2019. Em maio do ano passado, prorrogou até dezembro de 2019 o contrato que terminaria no fim deste mês. 

Leia mais:
D'Alessandro de Antônio Carlos Zago: como pode jogar o meia argentino no Inter
Dourado se vê responsável por recolocar o Inter na Série A e fala da volta de D'Ale: "Nossa referência"
Alan Patrick volta aos treinos no Shakhtar Donetsk após operação

Os altos salários assombraram a nova direção. Há o caso de Ariel, cujo pacote inteiro, incluindo empréstimo, luvas e salário gira em torno de R$ 700 mil mensais. Seu vínculo, no entanto, se encerra no meio do ano. Alguns clubes estrangeiros o sondaram para a Libertadores. Nem houve abertura de conversas. 

O caso mais notório é o de Anderson. O meia chegou no início de 2015 da Inglaterra e assinou por quatro anos, com um pacote que custa ao clube R$ 500 mil mensais. 

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.