Versão mobile

Dia Dos Pais

Eles brilham na ficção: os paizões mais queridos das novelas

De Malhação até A Força do Querer, a teledramaturgia conta com figuras paternas fortes

Por: Michele Vaz Pradella
12/08/2017 - 20h00min | Atualizada em 14/08/2017 - 08h06min
Eles brilham na ficção: os paizões mais queridos das novelas Raquel Cunha / TV Globo/TV Globo
Foto: Raquel Cunha / TV Globo / TV Globo  

Este domingo é o dia deles! Não só dos pais, mas de todas aquelas figuras que exercem um papel fundamental nas nossas vidas. Aí, vale dar um abraço bem apertado no vovô, padrasto, dindo ou, ainda, pensar com carinho naqueles que não estão mais por perto, mas seguem bem vivos no coração.

Leia outras notícias sobre famosos e entretenimento


Em homenagem ao Dia dos Pais, o Diário Gaúcho destaca alguns personagens das novelas atuais que fazem de tudo por suas crias. Abel (Tonico Pereira), Dantas (Edson Celulari), Roney (Lúcio Mauro Filho) e Pedrinho (Marcos Caruso) abraçam a tarefa de criar, educar e aconselhar. Relembre, ainda, outros paizões da ficção!

Adorável reclamão

Foto: TV Globo / Divulgação

Em A Força do Querer, a vida de Zeca (Marco Pigossi) seria muito mais fácil se ele seguisse os conselhos de Abel (Tonico Pereira). Ranzinza e implicante, mas com o coração do tamanho do mundo, ele foi pai e mãe desde que Almerinda (Fafá de Belém) caiu no mundo, deixando o filho para trás.

Abel bem que tenta alertar Zequinha sobre as "caninanas" que aparecem pelo caminho, faz o possível para livrá-lo das presepadas da vida, mas o rapaz é cabeça dura. Aliás, tem a quem puxar. Intérprete de Abel, Tonico Pereira aponta, em entrevista a Retratos da Fama, alguns pontos negativos na relação entre pai e filho na novela:

– Acredito que o Abel tem uma fixação e uma proteção muito grande com o filho, o que não é muito saudável. Na trama, já ficou claro que a mãe de Zeca é uma mulher de posicionamento forte, que saiu para fazer um trabalho e voltar. Mas ele se mudou para não ver mais essa mulher.

Por outro lado, o ator defende o jeito de ser de seu personagem:

– Eu acho que o tempo, o local e mais outros fatores incumbiram ele de se tornar um homem machista, que pode ser engraçado, bom caráter, mas não deixa de ser machista.

Entre erros e acertos, quem está sempre ao lado de Zeca é o pai, que não deixa de puxar a orelha, acolher e apoiar.

Só amor não basta

Foto: TV Globo / Divulgação

Ainda na novela das nove, outro pai se desdobra para manter a filha na linha, mas não tem sido tarefa fácil. Dantas (Edson Celulari) corta um dobrado com a geniosa Cibele (Bruna Linzmeyer), que passou de mimada a vingativa por conta da traição do ex-noivo, Ruy (Fiuk).

Já que não adianta aconselhar, a decisão do advogado é colocar panos quentes nas armações da filhota. Edson Celulari ressalta que, no caso de Dantas, não é nada fácil criar uma filha sozinho, ainda mais quando ele mesmo tem questões mal-resolvidas.

– Não existe uma garantia de bom resultado na criação de um filho, independentemente de ser criado só pelo pai ou por pai e mãe. No caso da Cibele, Dantas superprotege, defende, mas também tem limite quando testado. 

Não existe fórmula ideal para criar um filho, garante o ator:

– Ele é um pai extremamente amoroso, cuidadoso, atento. É duro saber que só isso não basta.

Edson é pai de Enzo, 20 anos, e Sophia, 14.

Um amigão

Foto: TV Globo / Divulgação

Em Malhação, Roney (Lúcio Mauro Filho) é um paizão com espírito jovem e se sente parte da galera. O ex-roqueiro criou a filha Keyla (Gabriela Medvedovski) sozinho, tentou passar os melhores valores, mas foi surpreendido com a notícia da gravidez precoce da menina. 

Lúcio Mauro Filho defende seu personagem e acredita que ele fez umbom trabalho com a filha:

– Keyla engravida porque tem muita personalidade e gosta de viver aventuras sem medir as consequências. Então, vem um filho para ensiná-la da forma mais dura que, na vida, temos que ser prudentes.

Na vida real, Lucinho tenta se manter conectado aos filhos adolescentes, Luíza, 13 anos, e Antônio Bento, 15:

– Falamos sobre tudo, de forma muito verdadeira. Por toda essa conexão, nossos universos se misturam. Eu me interesso pelo deles e eles pelo meu.

"Paivô"

Foto: João Miguel Júnior / TV Globo/Divulgação

Na novela Pega Pega, Luíza (Camila Queiroz) perdeu os pais muito cedo, mas superou a fase difícil graças ao carinho do avô Pedrinho Guimarães (Marcos Caruso). O milionário pecou pelo excesso e acabou esbanjando toda a sua fortuna, deixando a neta com zero de herança.

Apesar dos erros, ele mantém um amor sem limites pela jovem e faz de tudo para vê-la feliz, ainda que acabe metendo os pés pelas mãos.

Inesquecíveis

A vida de Jorginho (Cauã Reymond), em Avenida Brasil (2012), era bem complicada, mas tudo ficava mais tranquilo depois de uma boa conversa com o pai adotivo, Tufão (Murilo Benício). Não fosse essa parceria, nenhum deles superaria as armações de Carminha (Adriana Esteves). 

Foto: João Cotta / TV Globo

O professor Edu (Fábio Assunção), de Coração de Estudante (2002) tinha a difícil missão de criar sozinho o pequeno Lipe (Pedro Malta), depois que a mãe do menino o abandonou. Paizão amoroso, ele colocava a felicidade do filhote acima de qualquer coisa.

Foto: Divulgação / TV Globo

Na novela Amor à Vida (2013), Bruno (Malvino Salvador) criou como sua filha a pequena Paulinha (Klara Castanho), roubada dos braços da mãe e jogada no lixo pelo cruel Félix (Mateus Solano). Anos depois, o destino acabou unindo o pai adotivo à mãe biológica da menina, Paloma (Paolla Oliveira).

Foto: Raphael Dias / TV Globo

Em Sete Vidas (2015), o aventureiro Miguel (Domingos Montagner) viu sua existência solitária mudar completamente com a chegada de seis filhos, frutos de doações de sêmen que ele havia feito na juventude. Aos poucos, a paternidade dominou a vida do lobo do mar e o tornou um carinhoso pai de família. E que grande família!

Foto: Estevam Avellar / TV Globo

Em Laços de Família (2000), Miguel (Tony Ramos) era só ternura com os filhos Paulo (Flávio Silvino, D) e Ciça (Júlia Feldens). Até na hora das broncas ele adotava uma postura carinhosa e compreensiva.

Foto: Divulgação / TV Globo

Gaspar (Nuno Leal Maia), o surfista de Top Model (1989), passava um sufoco para manter a ordem na casa e criar seus cinco filhos.

Foto: Divulgação / TV Globo




 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.