Festividades

Famílias Dockhorn e Maders realizarão encontros no próximo domingos

Celebrações acontecerão em Três de Maio e Estrela, respectivamente

24/07/2017 - 00h15min | Atualizada em 24/07/2017 - 00h15min

Dockhorn

Os Dockhorn estarão reunidos pela 15ª vez, no próximo domingo, dia 30, na cidade de Três de Maio, localidade com histórico e concentração do maior número de descendentes de Johann Friedrich Dockhorn. O imigrante nasceu em 18 de outubro de 1799, em Hettstedt bei Eisleben, na Saxônia, Alemanha. Era filho de Johann August e de Johanna Dockhorn. 

Aos 10 anos, Johann vivenciou os horrores da guerra. Em 1815, com 16 anos, estava pronto para defender sua pátria contra Napoleão Bonaparte, mas não foi preciso porque a paz foi firmada e Napoleão, preso e deportado para a longínqua Ilha de Santa Helena, colônia inglesa, no Atlântico Sul. Passaram-se os anos, mas o trauma da crueldade, do barbarismo e da mortandade continuou perturbando o rapaz, provavelmente estimulando-o a emigrar para o Brasil. 

Em 1823, Dom Pedro I, imperador do Brasil, mandou um emissário à Alemanha com a missão de recrutar militares para garantir a independência e de atrair colonos profissionais. 

Em fins de 1824, o jovem alemão resolveu começar uma vida nova no Brasil, como colono, tendo a profissão de curtidor. Veio no transatlântico Karolina, que partiu de Hamburgo. 

Depois de semanas de viagem, a leva de imigrantes (considerada a sexta vinda da Alemanha) chegou ao Rio de Janeiro, sendo recebida por Dom Pedro I e pela imperatriz Dona Leopoldina, que, por ser austríaca, serviu de intérprete. Do Rio, seguiram viagem rumo ao Sul, mais precisamente até Porto Alegre e São Leopoldo, aonde chegaram no dia 21 de maio de 1825. Johann Friedrich casou-se no Brasil com Anna Juliana Tatsch em 10 de fevereiro de 1828. Eles tiveram 11 filhos.A história do imigrante e de sua descendência foi registrada em livro  por Avelino Dockhorn (in memoriam). 

Contatos com: Rádio Colonial (55) 3535-1022, colonialam@gmail.com, ou brunodockhorn@gmail; Lurdinha Bender (55) 3535-1123 e (55) 98455-1123, bender@gmail.com; Noila Bender (55) 3535-1316 e, ainda, Marlene Dockhorn, (55) 998110-5475. Para participar do grupo ¿Festa Dockhorn¿, no WhatsApp, mande nome e número para Lurdinha Bender: (55) 98455-1123.

Leia mais
180 anos do Combate de Porongos
Mensagem na garrafa
Você teve um monograma bordado no bolso do seu guarda-pó escolar?

Maders

No próximo domingo, dia 30, acontecerá o primeiro encontro da família Maders, cuja origem está na cidade de Klüsserath, na Alemanha. A reunião será realizada em Estrela, no Pavilhão da ExpoWink (Estrada Novo Paraíso, esquina com a Estrada Municipal Otto Osterkamp), a partir das 9h. 

Às 10h, será celebrada uma missa, depois, às 11h, Paulo Freitag fará uma apresentação sobre a história da família e, logo após, haverá o almoço de confraternização. Os antepassados estão sepultados no Cemitério Católico São Vito (foto), em Novo Paraíso, Estrela. 

Informações com Samuel pelo número (51) 99253-3001 ou samuel@certel.com.br, ou com Liane Horn (51) 99202-8525. 

Leia outras colunas do Almanaque Gaúcho

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.