Voz campeira | Sebrae-RS

Derly Fialho: criando e plantando crescimento

03/09/2017 - 08h00min | Atualizada em 03/09/2017 - 08h00min

Ao Rio Grande do Sul, talvez melhor do que a qualquer outro Estado do Brasil, se aplica a afirmação de Pero Vaz de Caminha: aqui, em se plantando, em se criando, tudo dá. A agropecuária é uma das forças do Estado, em feliz combinação de empreendedorismo, capacidade de trabalho e amor do gaúcho à terra e seus frutos. Ocupamos a liderança isolada ou estamos entre os maiores produtores nacionais de bovino, frango e suíno; arroz, soja, trigo, uva, maçã e hortaliças, entre muitos outros. Um amplo arco de possibilidades de cultivo que envolve crescente tecnologia e agregação de valor, principal meio para ampliar a renda do setor.

Parte significativa do bom resultado se deve à decisão de empreender e à ação de muitos produtores que arregaçaram mangas para se dedicarem à atividade rural, encarando desafios e investindo em conhecimento e inovação. Das pequenas às grandes propriedades, cada uma deu sua contribuição para sermos hoje uma potência no campo. E isso faz prova de que o setor oferece excelentes oportunidades.

Leia mais:
Resultado do PIB do Rio Grande do Sul garantido nas lavouras
Informações estratégicas sobre a pecuária sustentável

Tal como ocorre na cidade, investir no campo exige determinação, liderança, capacidade de inovar e aprendizado permanente. O consumidor, por seu lado, amplia exigências. Busca alimentos de valor agregado e que atendam a suas demandas, como os produtos premium, com excelência nas matérias-primas e design, com certificações de origem e informações corretas. Alcançar essa qualidade exige a associação a parceiros com a mesma sinergia, formando uma cadeia produtiva eficiente e benéfica a todos os envolvidos: produtor rural, indústria, varejo e consumidor final.

Para ser bem-sucedido, além da superação de desafios, como os da logística e da burocracia, impõe-se planejamento, profissionalização, uso de ferramentas de gestão e acesso às melhores técnicas. Com isso, dão-se os passos para oferecer melhores produtos ao público, a custos compatíveis com o mercado. Conhecimento, inovação e qualidade são chaves para aproveitar tudo que a natureza proporciona. Investir nela é plantar as sementes para colher mais emprego, renda e crescimento.

Derly Fialho é diretor-superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Rio Grande do Sul (Sebrae-RS)

Se sua entidade registrada quiser participar da seção, envie sugestão para campo@zerohora.com.br

Leia todos os artigos da série "Voz campeira"


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.