Lancheria Joe's, precursora do fast-food na Capital, encerra atividades neste sábado

Após 51 anos, a tradicional lanchonete fecha as portas e passa a ser lembrança de gerações de porto-alegrenses

Por: Luísa Medeiros
04/06/2011 - 03h50min
Lancheria Joe's, precursora do fast-food na Capital, encerra atividades neste sábado Diego Vara/Agencia RBS
Tradicional bar da cidade fechará as portas neste sábado Foto: Diego Vara / Agencia RBS  

Instalada na Rua Ramiro Barcelos, quase esquina com a Avenida Independência, há 51 anos, a lancheria deixará muitos órfãos do seu famoso milkshake.

Ponto de encontro de gerações de porto-alegrenses, o Joe’s abriu as portas em 1º de outubro de 1960 e passou quase ileso às transformações da cidade em cinco décadas de atividades.

Pouco mudou no espaço projetado para trazer uma tendência, o fast-food, à provinciana Porto Alegre daquele tempo.

Na época, três amigos que viajavam bastante ao Exterior resolveram trazer um pouco do “american way of life” para a Capital.



Importaram máquinas, montaram um cardápio repleto de palavras estrangeiras e, para o nome, pensaram em algo mais americano impossível: nasceu o Joe’s. Virou um local badalado, onde a elite jovem exibia seus carros em desfile.

— Era onde a gente levava as namoradas após o matinê, onde íamos depois de fugir do Colégio Rosário (na época, só masculino) para observar as meninas do Colégio Bom Conselho (então, só feminino) com suas saias pregueadas pelo joelho e pulôver de gola V — lembra o costureiro Luciano Baron, 70 anos, frequentador diário do local desde a inauguração.

O administrador Luis Felipe Costa, 44 anos, que cresceu dentro da lancheria e cuidou dos negócios após a aposentadoria do pai, no início dos anos 2000, explica o que causou o fechamento do Joe's:

— São diversos os motivos, mas principalmente por que o projeto já não é compatível com a conjuntura atual do mercado. Concorrência do fast-food e suas superestruturas, os shoppings, aluguel da sala bem acima do mercado, perfil comercial da região. Tudo propiciou para que fechássemos o negócio agora, ainda de forma saudável, pagando funcionários e fornecedores — explica Luis Felipe.

>>>Leia a reportagem completa na Zero Hora deste sábado

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.