Decolagem Difícil

Não há previsão para ampliação de pista do Salgado Filho

Projeto foi remetido para análise da Infraero de Brasília, que não fixou prazo para conclusão

30/04/2012 | 20h35

A ampliação da pista do Aeroporto Internacional Salgado Filho, uma das exigências para que Porto Alegre seja uma das sedes da Copa do Mundo de 2014, continua sem previsão de obras.

Os repetidos adiamentos que vêm ocorrendo desde janeiro de 2011 agora desembocam numa incerteza: o projeto está em análise na Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), em Brasília, sem prazo para conclusão.

O superintendente da Infraero no Estado, Jorge Herdina, admitiu que não há uma previsão. Estimativas indicam que pode demorar mais um mês, aproximadamente. A Infraero gaúcha recebeu o projeto no início de abril, dos especialistas do Exército, mas teve de repassá-lo para mais estudos à chefia nacional.

— Tudo está sendo tratado diretamente em Brasília — disse Herdina.

A ampliação da pista, dos atuais 2,28 mil metros para 3,2 mil metros, é necessária para permitir o pouso e a decolagem de aviões de grande porte. Também é indispensável para a instalação do equipamento antineblina chamado ILS 2 (Sistema de Pouso por Instrumento). No momento, o Salgado Filho opera com o ILS categoria 1, mais limitado.

O projeto de extensão da pista transformou-se numa sucessão de adiamentos. O Exército começou a elaborar o plano em janeiro do ano passado, prometendo entregá-lo dois meses depois. Novos prazos foram afixados para julho, setembro, depois dezembro, mais tarde para 10 de fevereiro deste ano. Quando a Infraero finalmente o recebeu do Exército, há um mês, foram sugeridas mais avaliações técnicas.

A demora pode comprometer a meta de concluir a nova pista em dezembro de 2013. Num cálculo feito em fevereiro, o superintendente Herdina dizia que, para aprontar a obra na data, a construção deveria começar em julho deste ano.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.