Crowdfunding

Vaquinha virtual é alternativa para quem cria projetos tecnológicos

Metamáquina, uma impressora 3D, levou menos de dois meses para arrecadar R$ 30 mil

25/04/2012 | 08h12
Vaquinha virtual é alternativa para quem cria projetos tecnológicos Getinpulse/Divulgação
Interesse instantâneo por projeto de relógio inteligente obrigou a empresa a dobrar o número de contratados em uma semana Foto: Getinpulse / Divulgação

Uma startup nos Estados Unidos resolveu criar um aparelho eletrônico no estilo "empresa de garagem". É um smartwatch (relógio inteligente) que se conecta a smartphones e reproduz funcionalidades como acessar a internet. Para o projeto decolar, precisava de US$ 100 mil. Os criadores decidiram anunciar o produto em um site de crowdfunding, uma espécie de vaquinha moderna, em que qualquer pessoa pode contribuir com pequenos e médios valores. O grupo arrecadou US$ 100 mil em duas horas. Em 28 horas, já eram US$ 1 milhão. E a cifra não para de crescer.

— Quando o projeto começou, a empresa tinha cinco pessoas. No fim da primeira semana, foi preciso contratar mais cinco e alterar o plano de negócios para acomodar esse interesse extraordinário — diz Shauna Roberts, representante da empresa.

É no crowdfunding que os professores pardais da era digital têm encontrado a solução para concretizar seus projetos de tecnologia. Foi assim com a Metamáquina, uma impressora 3D criada por três jovens de São Paulo.

O produto foi apresentado no site Catarse. Quem quisesse colaborar ganhava prêmios que iam de um adesivo a uma impressora, dependendo do valor da contribuição. Em cerca de dois meses, foram levantados R$ 30 mil, mais do que os R$ 23 mil necessários.

— Além de viabilizar o projeto, é um bom termômetro de aceitação. Assim já vemos que existe um mercado e interesse para isso. Se ninguém tivesse contribuído, ficaríamos nos questionando se valeria realmente entrar no negócio — diz Felipe Moura, co-fundador da empresa.

As cotas iam de R$ 15 — que dava direito a um adesivo e crédito como apoiador da máquina — a R$ 7,6 mil — com direito a um equipamento completo, montado, mais treinamento. Um grupo de cem pessoas de Porto Alegre, inclusive inovou ao se unir em colaboração para arrecadar o suficiente para comprar uma máquina: foi um crowdfunding dentro do crowdfunding.

— O importante é ter um bom projeto e uma rede de contatos. Se a pessoa tem 60 dias para arrecadar o dinheiro, é melhor gastar os primeiros dias afinando o projeto e a divulgação do que lançar a proposta sem convicção. Também notamos que ter paixão e acreditar na própria ideia é muito importante — diz o cofundador do Catarse, site de crowdfunding onde a Metamáquina foi anunciada.

Uma febre nos Estados Unidos que ainda não decolou no Brasil é o crowdfunding de jogos. Profissionais experientes, conhecidos na indústria dos games, usam o prestígio para arrecadar os milhões necessários para fazer bons títulos.

Até quem não tem problemas em conseguir investidores de maneira tradicional tem procurado o crowdfunding. A Double Fine Productions é uma produtora de games norte-americana que já lançou títulos de sucesso.

Mas ao criar o jogo Double Fine Adventures, decidiu driblar o controle dos grandes investidores, para ter mais liberdade ao criar o produto. A primeira etapa do plano deu certo. O game conseguiu arrecadar US$ 3,3 milhões em investimentos.

Outros projetos:

Powerpot
A panela que gera energia elétrica para recarregar gadgets. Útil em acampamentos e
regiões remotas, onde é fácil fazer fogo, mas impossível achar uma tomada.
Arrecadou US$ 69 mil
thepowerpot.com

Soundslug
O aparelho do tamanho de um pendrive que grava músicas tocadas por streaming.
Arrecadou US$ 16,2 mil.
soundslug.com

Notícias Relacionadas

Transporte colaborativo 06/02/2012 | 19h26

Com adesivos, grupo sugere que usuários indiquem percurso dos ônibus

Publicitários colaram material com a pergunta "Que ônibus passa aqui?" em pontos da Capital

22/10/2011 | 08h11

Projeto de financiamento coletivo para shows chega a Porto Alegre

Primeira mobilização é para trazer o grupo Playing for Change, formado por músicos de rua

28/05/2011 | 09h25

Crowdfunding permite que o próprio público financie projetos artísticos

Espetáculo "Pulp Dance" está em cartaz na Capital

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.