Mais cortes

Banco do Brasil anuncia nova redução na taxa de juros

Clientes que aderirem ao programa "Bom para Todos" não pagarão mais do que 3,94% ao mês

04/05/2012 | 12h33
O Banco do Brasil anunciou nesta sexta-feira, novas medidas no contexto do Programa "Bom Pra Todos", lançado no mês passado, com destaque para novas reduções em taxa de juros para pessoas físicas, lançamento e reformulação de linhas de crédito que contam com garantia de imóveis ou de veículos, além de simplificação da portabilidade de crédito. As taxas do cheque especial valem a partir do dia 7.

Algumas medidas beneficiam os clientes que possuem conta-salário no BB e aderiram aos pacotes de serviços do programa. Esses clientes, que desde o início de abril contam com juros de 2,94% ao mês para o rotativo do cartão de crédito e para o parcelamento de dívidas do cheque especial, agora terão os juros do cheque especial reduzidos de até 8,31% para 3,94% ao mês, taxa única.

Outra redução para os clientes Bom Pra Todos foi nos juros de linhas de crédito pessoal (CDC Automático e CDC Renovação), que tinham taxa máxima de 5,79% e agora terão taxa máxima de 3,94% ao mês.

— Com essas novas reduções, os clientes pessoas físicas que aderirem aos pacotes Bom Pra Todos não pagarão mais do que 3,94% ao mês em nenhuma modalidade de crédito pessoal no Banco do Brasil — afirmou o vice-presidente de Negócios de Varejo do Banco do Brasil, Alexandre Abreu.

O BB também lançou uma linha de crédito para pessoas físicas com garantia de imóvel próprio que tem juros reduzidos de 1,52% a 1,60% ao mês, prazo de pagamento de até 180 meses, avaliação simplificada do valor do imóvel e liberação do crédito em até cinco dias úteis a partir da entrega da documentação. O público-alvo são pessoas físicas com renda acima de R$ 6 mil.
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.