Zero quilômetro

Carros ficam mais baratos até sexta-feira

Efeito da redução de impostos nas revendas depende da adaptação das notas fiscais

22/05/2012 | 12h55
Carros ficam mais baratos até sexta-feira Adriana Franciosi/Agencia RBS
Medidas têm como objetivo reduzir estoques elevados nas revendas e nas indústrias Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

Anunciado no começo da noite da última segunda-feira, o corte no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para automóveis e da diminuição no Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), que incide sobre o financiamento dos carros, deve chegar para os consumidores até sexta-feira. Fernando Esbroglio, presidente da Fenabrave-RS explica que a redução dos preços nas revendas exige que as notas fiscais de fábricas já preenchidas com a alíquota anterior de IPI sejam refeitas.

— As fábricas precisam corrigir o valor — destaca.

Donos de revendas estimam que o prazo para a alteração das notas fiscais seja de até 48 horas e que, até sexta-feira, seja possível aplicar os novos valores nas negociações com os clientes. O empresário avalia, no entanto, que a redução no preço final dos veículos não deve chegar a 10%, como afirmou o ministro da Fazenda, Guido Mantega, durante o anúncio das novas medidas. Como os cortes nas alíquotas de IPI variam conforme a cilindrada dos carros, os descontos para o consumidor devem ficar entre 7% e 9%, aposta.

Foram publicadas nesta terça-feira, no Diário Oficial da União, as novas alíquotas de IPI para carros e utilitários, com data até 31 de agosto deste ano.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.