Problemas

Companhias aéreas tiveram perda de R$ 1,4 bilhão em 2011

A informação é do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea)

13/06/2012 | 11h46

As companhias aéreas brasileiras encerraram 2011 com um prejuízo total em torno de R$ 1,4 bilhão. A estimativa é do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea).

— Cerca de R$ 1 bilhão foi o prejuízo somado da Gol e da TAM, empresas de capital aberto que divulgam seus resultados. Mas estimamos que, considerando também as companhias aéreas de capital fechado, o prejuízo do setor no ano passado ficou entre R$ 1,3 bilhão e R$ 1,4 bilhão — afirmou nesta quarta-feira José Márcio Monsão Mollo, diretor-presidente do sindicato, que participa de um seminário sobre transporte aéreo realizado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Entre os motivos para o desempenho ruim, ele citou o aumento de custos. Além do preço do combustível, que subiu mais de 30% ano passado, ele mencionou a elevação de 130% nas tarifas aeroportuárias, promovida pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) também em 2011. "Em janeiro deste ano tivemos 150% de reajuste nas tarifas de comunicação e navegação e já está previsto um outro aumento de 83% em janeiro de 2013", disse.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.