Federasul

Cooperativas vão investir R$ 1,7 bilhão em projetos no RS

Número de cooperativas diminuiu para garantir fôlego que será acrescido por novas plantas industriais.

04/07/2012 | 17h27

Estão sendo desenvolvidos projetos que permitirão agregar valor aos produtos produzidos pelas cooperativas gaúchas. De acordo com o presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Virgílio Frederico Perius, o planejamento estratégico, que começou neste ano termina em 2015 e “vai seguir o sistema europeu”.

Os projetos que estão sendo implantados, além da união das cooperativas, se referem a uma planta de biodiesel, esmagamento de grãos, indústria de aves e suínos, rearranjo do sistema vitivinícola, planta de produção de queijo e a formação de centrais de fertiizante e compras em comum. No caso dos fertilizantes já está sendo conversado, com a Índia, a importação de uma tecnologia que torne o produto mais barato.

Segundo Perius, os recursos virão das próprias cooperativas e equivalem a R$ 1,7 bilhão (deste total, 90% são recursos próprios). No entanto, o sistema tem outras ideias que já estão sendo levadas ao governo federal como a criação de uma parceria entre o BNDESPar e a Ocergs-Sescoop/RS.

Na sua saudação, o presidente da Federasul, Ricardo Russowsky, disse que o associativismo e o cooperativismo são irmãos gêmeos e que a união faz a força nestes dois casos.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.