Menos vagas

Em junho, RS tem segundo pior resultado de empregos entre os Estados

No período, foram eliminados 825 empregos celetistas, segundo o MTE

23/07/2012 | 10h56

Em junho de 2012, segundo os dados do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged), do Ministério do Trabalho, foram eliminados 825 empregos celetistas no Rio Grande do Sul, equivalentes a uma retração de 0,03% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada em maio. Com isso, o RS ficou em penúltimo lugar entre os Estados brasileiros relativo à criação de postos de trabalho, apenas atrás do Espírito Santo, onde houve retração de 5.406 vagas em junho.

A redução ocorreu, especialmente, nos setores da Indústria de Transformação (-2.041 postos) e da Agropecuária (-775 postos). Entre os setores com saldo positivo, no mês, destacou-se o de Serviços (+1.220 postos).

Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, no primeiro semestre do corrente ano, houve acréscimo de 56.628 postos (2,25%). Foram contratadas 794.587 pessoas e demitidas 737.959 pessoas.

Nos últimos 12 meses, verificou-se crescimento de 3,52% no nível de emprego, o equivalente a 87.648 novos postos de trabalho (1.500.919 contratações e 1.413.271 demissões).

Confira as cidades que mais contrataram em junho no Rio Grande do Sul, segundo o MTE:

Cidade Saldo
Santa Maria       589
Alvorada       361
Canoas       299
Rio Grande      293
Novo Hamburgo      223
Passo Fundo      179
Lageado      156
Santa Rosa      131
Viamão      106
Esteio   82
Porto Alegre -870

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.