Telefonia

Anatel deve anunciar nesta quinta retomada de vendas da Oi no Estado

A Oi, que foi punida em cinco unidades da Federação, incluindo o Rio Grande do Sul, tem um plano de R$ 5,5 bilhões

02/08/2012 | 16h41
Anatel deve anunciar nesta quinta retomada de vendas da Oi no Estado  Fernando Gomes/Agencia RBS
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Após 11 dias de suspensão das vendas de novas linhas da TIM, Claro e Oi nos Estados onde as companhias apresentam os piores indicadores de qualidade do serviço, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deve anunciar nesta quinta-feira a retomada da comercialização de chips pelas operadoras punidas. No caso do Rio Grande do Sul, a Oi foi a operadora penalizada.

Executivos de TIM, Claro e Oi estiveram na semana passada na Anatel para apresentarem seus planos de investimentos e melhorias do serviço até 2014, e uma fonte da cúpula da Anatel revelou nesta quinta-feira à Agência Estado que as propostas foram convincentes e, por isso, as vendas já estarão liberadas a partir de sexta-feira.

De acordo com apresentação que será feita em entrevista coletiva ainda nesta quinta-feira as três companhias se propuseram a fazer investimentos somados de R$ 20 bilhões até 2014 para melhorar a qualidade dos serviços de voz e dados. A TIM, que foi suspensa em 18 Estados e no Distrito Federal, prometeu investir R$ 8,2 bilhões no triênio, enquanto a Claro - suspensa em três Estados, incluindo São Paulo - apresentou um plano com R$ 6,3 bilhões.

Já a Oi, que foi punida em cinco unidades da Federação, incluindo o Rio Grande do Sul, tem um plano de R$ 5,5 bilhões (específicos para as redes móveis da companhia).

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, havia dito na semana passada que esperava um desfecho para a suspensão em até 15 dias, mas o trabalho de análise da agência reguladora foi mais rápido que isso.

O órgão deverá publicar ainda nesta quinta-feira, em sua página na internet, os planos completos das operadoras, para que os consumidores também possam acompanhar o cumprimento dos compromissos. Apesar de não terem sido suspensas em nenhuma unidade da Federação, Vivo, CTBC e Sercomtel também terão que apresentar propostas de melhorias do serviço até o dia 23.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.