Papai Noel online

Megaliquidação vai tomar conta da internet na sexta-feira

Site concentra ofertas de cerca de 300 lojas virtuais durante 24 horas, com descontos de até 75%

21/11/2012 | 21h28

Inspirada na megaliquidação promovida nos EUA na sexta-feira seguinte ao dia de Ação de Graças, a versão brasileira da Black Friday começa logo mais, à meia-noite de quinta-feira. A um mês do Natal, mais de 300 lojas virtuais irão oferecer produtos com até 75% de desconto durante 24 horas.

Os maiores abatimentos estarão concentrados em roupas e calçados. As ofertas vão desde vestuário, cosméticos e livros até eletrodomésticos, eletroeletrônicos, passagens aéreas e automóveis. Conforme Pedro Eugênio, presidente do Busca Descontos, portal de cupom de desconto que organiza a ação no país, os demais produtos terão desconto médio de 20% a 30%. Além do comércio eletrônico, lojas como Ponto Frio e concessionárias da Chevrolet irão oferecer os preços reduzidos também nas lojas.

Na terceira edição, a campanha de liquidação em massa deve representar o dia mais lucrativo do ano para o comércio eletrônico brasileiro. A previsão é de que as vendas na data gerem R$ 135 milhões, crescimento de 35% em relação a 2011.

– O número de lojas participantes é seis vezes maior do que o ano passado, por isso acreditamos que chegaremos a mais de 300 mil pedidos em um único dia, batendo o recorde de 237 mil pedidos da última edição – afirma Eugênio.

Além de proporcionar a compra de produtos com preços reduzidos, a Black Friday Brasil pretende atrair novos clientes para o e-commerce. Somente o período de Natal, meados de novembro até 24 de dezembro, é responsável por dois meses e meio de vendas no comércio eletrônico – R$ 3,1 bilhões no ano passado, conforme a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico.

Nos EUA , as vendas online da última Black Friday movimentaram US$ 816 milhões. Lá, a campanha abrange lojas e sites e é a data mais importante do ano, superando a véspera de Natal.

– É uma grande estratégia de vendas que mobiliza indústria e varejo com ofertas de interesse do consumidor, que pode aproveitar melhor o 13º salário – diz Vitor Koch, presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado.

O que é

Mais de 300 lojas virtuais participantes.

As ofertas estarão disponíveis no site do evento (www.blackfriday.com.br) por 24 horas, apenas na sexta-feira, da zero hora até as 23h59min.

Até 75% em roupas, calçados e cosméticos.

De 20% a 30% em média para produtos como passagens aéreas, automóveis, eletrodomésticos, eletroeletrônicos, DVDs e livros.

Para ter acesso as ofertas, o usuário deverá acessar o site e se cadastrar.

Caso tenha dificuldade em acessar, é possível procurar as ofertas também direto nas lojas online participantes.

Como surgiu

Tradicional nos Estados Unidos, a Black Friday ocorre na sexta-feira seguinte ao dia de Ação de Graças. A fim de limpar os estoques para as festas do fim de ano, sair do vermelho e chegar ao preto (de onde vem o nome), lojas abrem as portas nas 24 horas do dia e oferecem megapromoções.

Como se proteger nas compras online

Diferentemente das lojas físicas, em qualquer compra online deve-se prestar atenção ao ambiente que você está navegando.

Para conferir se é seguro, clique sobre o selo de segurança do site e confirme se o certificado digital foi emitido para o mesmo endereço que aparece na barra de navegação do computador.

Verifique se existe um cadeado fechado na barra inferior do seu browser.

Preste atenção se a loja tem conexão de segurança nas páginas em que são informados dados pessoais do cliente como nome, endereço, documentos, número do cartão de crédito. Geralmente essas páginas são iniciadas por https://

Proteja seu computador com um antivírus atualizado como firewall pessoal (cria uma barreira entre seu computador e a internet e evita acessos não autorizados) ou antispam (filtra conteúdo indesejado de e-mail) e procure não inserir dados de pagamentos em computadores públicos como os de lan houses.

Salve ou imprima todos os passos da compra, inclusive e-mails de confirmação.

Fontes: Ebit e Regina Tupinambá, diretora comercial e de marketing Certisign, empresa especializada em certificação digital

Direitos dos consumidores nas compras online

O que fazer se a loja não entregar o produto no prazo?
A partir do momento em que a loja virtual estourar o prazo prometido, além de exigir que seu produto seja entregue imediatamente ou aceitar outro equivalente, você tem a opção de cancelar a compra, com todos os valores pagos ressarcidos.

Posso trocar o produto caso ele não seja de boa qualidade?
Sim. A substituição de produtos defeituosos ou com mau funcionamento é garantida pelo Código de Defesa do Consumidor. Caso você receba sua compra com defeito aparente, há prazos para reclamar à loja virtual que variam de acordo com o tipo de produto. Para eletrodomésticos, eletrônicos e outros produtos duráveis, o prazo é de até 90 dias. Para os não duráveis, como alimentos e flores, é de 30 dias.

O que é o prazo de arrependimento?
Você tem sete dias, contados a partir do dia do recebimento do produto, para devolvê-lo, mesmo que utilize o produto e ele não apresente defeito. Essa devolução garante o ressarcimento imediato do valor atualizado do pedido, incluindo custos com frete. Mas atenção: esse prazo não vale para trocas.

Fonte: Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.