Emprego bate recorde

Porto Alegre teve menor taxa de desemprego da história em 2013

Segundo pesquisa de FEE e Dieese, 6,4% dos porto-alegrenses estavam desempregados no ano passado

29/01/2014 | 12h07
Porto Alegre teve menor taxa de desemprego da história em 2013 Roberto Scola/Agencia RBS
População economicamente ativa diminuiu 0,2% em 2013, com 4 mil porto-alegrenses a menos no mercado Foto: Roberto Scola / Agencia RBS

A taxa de desemprego na região metropolitana de Porto Alegre bateu recorde em 2013 e chegou a seu valor mais baixo desde que começou a ser medida pela Fundação de Economia e Estatística (FEE) e Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), em 1993. Segundo a Pesquisa de Emprego e Desemprego divulgada nesta quarta-feira pela instituição, 6,4% dos porto-alegrenses estavam desempregados ao final de 2013. No ano anterior, essa taxa era de 7%.

Taxa de desemprego recuou também no Brasil, aponta Dieese

A pesquisa ainda revela que a população economicamente ativa (PEA) diminuiu em 2013, com 4 mil porto-alegrenses a menos no mercado, em relação a 2012. O número total de desempregados foi estimado em 122 mil pessoas, cerca de 11 mil a menos do que no ano anterior – além da diminuição da PEA, 7 mil porto-alegrenses ocuparam-se.

Criação de vagas no país, entretanto, é a pior dos últimos dez anos

Houve crescimento no número de ocupados no comércio (2,6%) e em serviços (0,7%). Na construção (-4,1%) e na indústria de transformação (-1,6%), diminuiu o número de trabalhadores. O total de trabalhadores com carteira assinada também sofreu significativo aumento, de 2,9%. Já os empregados sem carteira assinada tiveram seu número reduzido em 10%. Diminuiram também os empregados domésticos (-5,3%).

Entre os assalariados, os rendimentos totais cresceram 3,4%. O salário médio real passou de R$ 1.692, em 2012, para R$ 1.743 no ano posterior.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.