Pressão compradora

Bovespa opera com ganho pela sétima vez seguida

Investidores mantêm apetite por ações apesar de investigação na Petrobras e do rebaixamento da nota de crédito do Brasil

25/03/2014 | 12h52

A força do movimento de compra de ações surpreende outra vez no mercado doméstico. A Bolsa de São Paulo (Bovespa) abriu com desempenho positivo, chegou a subir quase 1% e no final da manhã de terça-feira registrava pequena valorização, operando acima de 48 mil pontos. Esse desempenho contraria previsões negativas diante da decisão (anunciada na noite de segunda) da agência de classificação de risco Standard & Poor’s de rebaixar a nota de crédito dos títulos da dívida brasileira.

Composto pelas 72 ações mais negociadas no mercado, o Ibovespa avançou nos seis pregões anteriores, apesar da falta de confirmação de rumores sobre pesquisa eleitoral com redução na diferença nas intenções de voto na presidente Dilma Rousseff e seus principais concorrentes. Parte dos investidores quer mudança de governo em razão do acentuado perfil intervencionista da atual equipe econômica.

Também as ações da Petrobras, que subiram nas últimas cinco sessões, operam com leve ganho, apesar das suspeitas de irregularidades em negócios da companhia nos EUA e no Brasil. No câmbio, o dólar recua mais um pouco, sendo negociado na faixa de R$ 2,31. No turismo, a moeda dos EUA é negociada em torno de R$ 2,46 nas casas de câmbio.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.