Efeito das sanções

Crise com Ucrânia pode fazer PIB da Rússia encolher em 2014, afirma Banco Mundial

Para o BM, Produto Interno Bruto da Rússia pode ter uma queda de 1,8% neste ano

26/03/2014 | 15h45

A economia da Rússia pode ter uma contração em 2014 caso o conflito com a Ucrânia piore, uma situação que pode levar Moscou a optar por uma gestão de crise em vez de reformas necessárias, de acordo com o Banco Mundial.

Caso haja escalada da disputa, é possível que uma incerteza aumente em torno de sanções que países do Ocidente e a Rússia podem aplicar entre si, resultando em uma piora do sentimento do consumidor e das empresas. Para o Banco Mundial, nesse caso, o Produto Interno Bruto (PIB) da Rússia pode ter uma queda de 1,8% em 2014.

O Banco Mundial tornou-se assim a primeira grande instituição internacional a dizer que a economia russa pode cair em 2014 por causa da crise da Ucrânia e da anexação da Crimeia.

> Leia mais notícias sobre a crise na Ucrânia

Em dezembro, a instituição previu que a economia da Rússia iria crescer, ainda que moderadamente em 2,2%. Mas agora tem uma visão muito mais escura por causa da crise da Crimeia.

— Nós assumimos os riscos políticos serão destaque no curto prazo — disse o banco.

No entanto, mesmo que o impacto da crise da Crimeia se revele limitado e de curta duração, o crescimento da Rússia ainda seria anêmico de 1,1% em 2014 e 1,3% em 2015 em meio a uma falta de reformas estruturais e deterioração do investimento e da confiança do consumidor.

Nenhum dos cenários assume quaisquer sanções comerciais contra a Rússia vindas de países do Ocidente.

recuperar perdas na poupança em razão dos planos

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.