De US$ 300 para US$ 150 para US$ 300

Receita devolverá imposto retido após confusão com cota

Mercadorias apreendidas poderão ser retiradas nos postos em que ficaram retidas

23/07/2014 | 18h39

Quem pagou imposto de importação em decorrência da redução da cota para gastos no exterior poderá ser ressarcido junto às unidades de atendimento da Receita Federal, confirmou o órgão nesta quarta-feira, em nota oficial. A diminuição da cota de isenção de US$ 300 para US$ 150 durou pouco mais de um dia: ao gerar polêmica, foi revogada pelo governo na tarde de terça-feira.

O que levou o governo a recuar na redução da cota em free shops
Leia todas as últimas notícias de Zero Hora

As mercadorias apreendidas poderão ser retiradas nos postos em que ficaram retidas. A Receita orienta que o consumidor telefone para o local e informe quando irá comparecer para resgatar suas compras.

O Ministério da Fazenda esclarece que a redução do limite irá vigorar a partir de julho de 2015, quando deverão estar instalados os free shops em cidades gêmeas da fronteira. A nova data consta em portaria publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União.

A medida, afirma o documento, tem por objetivo regulamentar o processo de instalação das lojas francas, assegurando a harmonização com as regras utilizadas atualmente no Mercosul. De acordo com a nota, Argentina, Uruguai e Paraguai já adotam a cota de US$ 150 — e o Brasil ainda é a única exceção.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.