Europa

Ministro brasileiro defende na Alemanha aprovação da PEC dos gastos públicos 

Marcos Pereira se reuniu com empresários que cobraram medidas para retomar a economia 

17/10/2016 - 12h06min | Atualizada em 17/10/2016 - 12h06min

O Ministro da Indústria e Comércio Exterior, Marcos Pereira, chegou nesta segunda-feira em Weimar, na Alemanha, para participar do 34 Encontro Econômico Brasil Alemanha.

Assim que chegou, ele se reuniu com representantes da indústria brasileira e alemã e ouviu dos empresários as mesmas preocupações que foram demonstradas durante os discursos de abertura do encontro, na manhã desta segunda-feira: a crise econômica do Brasil e a queda no faturamento de empresas alemãs sediadas no Brasil.

Leia mais
Encontro Econômico cobra acordo entre Mercosul e União Europeia
Governador Sartori chega à Europa para negociar investimentos no RS 
Proposta de Orçamento para 2017 recebe quase 400 emendas na Assembleia

O ministro reconheceu o momento ruim e tentou tranquilizar os empresários:

— A grande pergunta que eles fazem é o que o governo brasileiro está fazendo para que os empresários retomem a confiança. E nós temos falado que essa aprovação em primeiro turno, e seguramente será aprovada em segundo turno, da emenda constitucional que coloca um teto nos gastos públicos é um grande sinal. É o primeiro de outros tantos que estamos trabalhando para melhorar o ambiente de negócios e recuperar a confiança.

Após a reunião reservada, o ministro discursou para uma plateia lotada de empresários. E não poupou críticas ao governo anterior:

— O Brasil estava, eu tenho convicção, sub-representado no cenário internacional. O presidente (Temer) vai colocar o país nos trilhos, de onde ele nunca deveria ter saído.

O ministro Marcos Pereira assinou uma declaração conjunta entre o governo brasileiro e o Escritório Europeu de Patentes para cooperação e troca de experiências, com o objetivo de reduzir prazos para emissão das patentes. Um acordo nesta área é um dos seis reivindicados pela indústria, apresentados na Alemanha.

Os demais são: acordo bilateral para evitar a dupla tributação, acordo de comércio entre a União Europeia e o Mercosul, acordo de céus abertos entre Brasil e União Europeia, acordo para a aceleração de despachos aduaneiros, e acordo bilateral de cooperação em matéria civil.

O governador José Ivo Sartori participa do evento. Ele tem agendas paralelas à programação oficial. Nesta segunda, ele já se reuniu com governantes da Turíngia, estado alemão, e com o Embaixador da Alemanha e Secretário do Ministério de Relações Exteriores para assuntos da América Latina e Caribe, Dieter Lamlé. Sartori apresentou as possibilidades de investimentos e parcerias no Rio Grande do Sul.

A missão do governo do estado retorna ao Rio Grande do Sul no dia 22 de outubro. 

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.