Operação Carne Fraca

INFOGRÁFICO: como funcionava o esquema para liberar carne irregular

Ação da Polícia Federal desbaratou esquema de corrupção que envolvia servidores do Ministério da Agricultura e funcionários de frigoríficos

Por: Zero Hora
17/03/2017 - 18h46min | Atualizada em 17/03/2017 - 18h59min
INFOGRÁFICO: como funcionava o esquema para liberar carne irregular ERNANI OGATA/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: ERNANI OGATA / CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO  

Anunciada pela Polícia Federal como a maior mobilização de agentes da história da corporação, a Operação Carne Fraca desbaratou nesta sexta-feira um esquema de corrupção envolvendo auditores fiscais agropecuários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e alguns dos maiores frigoríficos do país.

Diretores e donos das empresas estariam envolvidos diretamente nas fraudes, que contavam com a ajuda de servidores do ministério no Paraná, em Goiás e em Minas Gerais, que facilitavam a produção de produtos adulterados, emitindo certificados sanitários sem fiscalização.

Leia mais:
PF mira gigantes do setor de alimentos e combate venda de carne adulterada
Carne podre e ácido: o que a PF encontrou na operação contra frigoríficos
Carne Fraca: PF diz que propina abastecia PMDB e PP

Clique nos botões abaixo para ver detalhes da participação de cada grupo


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.