Na safra de 2018

Giane Guerra: alta dos combustíveis vai custar R$ 221 milhões aos produtores rurais do RS

Cálculo foi feito pela Farsul para o programa Destaque Econômico, da Rádio Gaúcha 

23/07/2017 - 11h50min | Atualizada em 23/07/2017 - 11h50min
Giane Guerra: alta dos combustíveis vai custar R$ 221 milhões aos produtores rurais do RS Diego Vara/Agencia RBS
Diesel e gasolina são bastante usados no maquinário das lavouras Foto: Diego Vara / Agencia RBS  

Produtores rurais do Rio Grande do Sul vão desembolsar R$ 221 milhões a mais na safra de 2018 devido ao aumento do PIS/Cofins sobre os combustíveis. Considerando o Brasil todo, a cifra aumenta para R$ 1,3 bilhão. Ou seja, 13% dos R$ 10 bilhões que o governo quer aumentar de arrecadação devem ser pagos pelo produtor rural. O cálculo foi feito pelo economista-chefe da Farsul, Antônio da Luz, para o programa Destaque Econômico, da Rádio Gaúcha. 

Leia mais:
Decretada falência da Manlec
Havan vem para o Rio Grande do Sul
Usaflex vai comprar duas fábricas

O aumento dos tributos eleva o custo por hectare de R$ 50 a R$ 90, dependendo dos grãos. Diesel e gasolina são bastante usados no maquinário da lavoura, como tratores, pulverizadores e colheitadeiras. O economista, então, calculou o custo total a partir da área plantada prevista: 

– E olha que o cálculo só considerou da porteira para dentro. Há uso de combustível para levar insumos aos produtos, para levar a produção para a indústria, para transportar ao varejo. O impacto inflacionário é explosivo. 

A Farsul alerta que o aumento tributário vai apertar ainda mais as margens dos produtores. O economista Antônio da Luz lembra que, nos últimos 12 meses, os preços pagos aos produtores caíram em média 24%, o que se soma agora a essa elevação de custos com os combustíveis.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.