Eleições na Capital

Jocelin Azambuja afirma não concorrer "pela beleza ou pelo poder"

Candidato do PSL aposta no contato direto por telefone e internet com eleitores

21/07/2012 | 16h14
Jocelin Azambuja afirma não concorrer "pela beleza ou pelo poder" Adriana Franciosi/Agencia RBS
Aos 61 anos, Jocelin já foi vereador e agora tenta vaga no Paço municipal Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

A visita que Jocelin Azambuja fez na quinta-feira à entidade que congrega as associações de pais e mestres do Estado é um retrato do que tem sido a sua campanha. No 10º andar de um prédio no Centro, o candidato do PSL à prefeitura se reuniu com dois membros da ACPM-Federação e entregou seu plano de governo.

Leia mais:

Candidatos a prefeito por partidos menores lutam para ganhar visibilidade

"Temos um sistema partidário que muda muito", afirma cientista política

Três dias antes, na sede do PSL, escondida no quarto andar de um edifício na Avenida Alberto Bins, Jocelin e a cúpula da legenda receberam ZH. Perguntados sobre a estrutura do partido, manifestaram orgulho do pequeno número de filiados.

— Nosso interesse é em qualidade, não em quantidade. Queremos só pessoas de bem — disse o candidato.

Ex-vereador pelo PTB, o advogado já passou por outros três partidos e tem como bandeira a luta pela educação, tema com que se ocupou no tempo em que coordenava associações de pais e mestres. É justamente a experiência com o associativismo que ele aponta como alavanca para sua candidatura:

— Quem nos conhece sabe de onde a gente veio. Sabe que a gente não surgiu por beleza, por poder ou porque alguém nos colocou lá.

Sem o apoio de militância, a sigla aposta no contato direto com amigos e conhecidos na rua, por telefone e pela internet.

— No fim de semana, já ficamos nas redes sociais, eu e o Machado (o candidato a vice, Luiz Carlos Machado). Os e-mails que a gente tem, vai passando adiante, e isso vai se multiplicando — contou Jocelin, que, em matéria de mídias sociais, diz preferir o Facebook por achar o Twitter "fora de moda".

O PSL planeja gastar até R$ 900 mil. Na sexta-feira, o material de campanha não estava pronto. A previsão de Jocelin é que as ações de rua, contando também com militantes pagos, comecem nesta quarta-feira.

—Se tu olhares a história do mundo, três coisas mudam a humanidade para melhor: a vontade, o dinheiro e a inteligência — disse o vice, Machado.

E Jocelin completou:

— Não temos o dinheiro, mas temos as outras partes.

 

Quem são eles:

Jocelin Azambuja

— Idade: 61

— Profissão: advogado

— Mandatos anteriores: vereador da Capital

— Siglas anteriores: PDT, PTB, PMDB e DEM

PSL

— Diretórios municipais no RS: 48

— Prefeitos no RS: 0

— Vereadores no RS: 2

— Filiados no RS: 1.353

Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.