Versão mobile

Perfis dos presidenciáveis

A trajetória de Luciana Genro em três momentos

Ex-deputada é a candidata do PSOL à Presidência

04/08/2014 - 21h32min
A trajetória de Luciana Genro em três momentos Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil/ABR
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil / ABR

Política no berço

Filha de um dos fundadores do PT, o atual governador do RS Tarso Genro, Luciana Krebs Genro nasceu em Santa Maria em 1971. Iniciou a militância no movimento estudantil, quando estudava no Colégio Júlio de Castilhos, em Porto Alegre.

A trajetória nas urnas e a fundação do PSOL

Elegeu-se deputada estadual em 1994, concorrendo pelo PT. Em 1998, reelegeu-se para a Assembleia e, em 2002, foi eleita deputada federal. No Congresso, mesmo sendo da base petista, teve uma postura crítica em relação ao governo Lula e acabou expulsa do partido em 2003, após votar contra a reforma da previdência. Nos dois anos seguintes, Luciana e seu grupo lideraram a criação do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). Pela sigla, voltar a ser eleita deputada federal em 2006.

Quero ser porta-voz da indignação das ruas", diz Luciana Genro
Como as redes sociais irão interferir na campanha
Leia todas as notícias sobre as eleições 2014

O impedimento

Com a vitória de Tarso Genro na eleição de 2010 para o governo do Estado, Luciana, que não se reelegeu para a Câmara, ficou impedida de disputar cargos no RS por estar na área de jurisdição do pai. Na campanha municipal de 2012, ela ingressou na Justiça Eleitoral para tentar concorrer em Porto Alegre mas teve o pedido negado. Em 2014, como ainda é filha do governador, foi lançada candidata na única instância em que a lei eleitoral lhe permite concorrer: a disputa à Presidência.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.