Oscar das eleições

Candidata a vereadora em POA, MC Vesga promete: "Um olho nos problemas e outro nas soluções"

Em entrevista, Adriana Biacchi fala sobre sua candidatura e a possibilidade de corrigir seu estrabismo

23/09/2016 - 13h06min | Atualizada em 23/09/2016 - 17h29min
Candidata a vereadora em POA, MC Vesga promete: "Um olho nos problemas e outro nas soluções" Facebook/MC Vesga/Reprodução
Foto: Facebook/MC Vesga / Reprodução

Nas últimas semanas de campanha eleitoral, ZH vai mostrar candidatos tão criativos que merecem um... Oscar! A quarta indicada, na categoria Melhor Slogan, é a MC Vesga – candidata a vereadora pelo PV em Porto Alegre –, cujo lema de campanha é "um olho nos problemas e outro nas soluções".

Após sofrer um acidente de carro aos 17 anos, Adriana Biacchi ficou estrábica. Apesar do percalço, ela seguiu em frente e, durante os anos 2000, tornou-se repórter do programa independente Girando pela Cidade, no Canal 20. Durante uma cobertura do Festival de Cinema, o Repórter Vesgo (Rodrigo Scarpa) viu Adriana e a apresentou para o Brasil como sua irmã no Pânico na TV. Instantaneamente, ela passou a ser conhecida como a Repórter Vesga.

Leia mais
Candidato a vereador, Capeta quer trabalhar para Santo Cristo
João do Biscoito diz que vídeo com música de Frozen foi "doação de sobrinho"
"Quem votar em mim vai ficar feliz", garante Triste, candidato em Sapucaia do Sul

Depois disso, Adriana investiu em sua carreira como cantora e lançou o vídeo de Ping pong, canção composta por Carlos Colla (músico que já trabalhou com nomes como Roberto Carlos), que tem mais de 480 mil visualizações no YouTube. O sucesso na internet como MC Vesga a levaria a participar de programas na TV aberta. Além de cantora, trabalha como assessora de imprensa em uma empresa com o marido e tem dois filhos.

Na entrevista abaixo, ela fala sobre sua candidatura e a possibilidade de ser a MC Ex-Vesga.

Você é uma pessoa despojada, que gosta de rir de si mesma. Não tem receio de ser mal interpretada por alguns eleitores?

Não é porque sou vesga e trabalho com humor que vou deixar de ser inteligente. Depois que as pessoas me conhecem, elas veem que não tem nada a ver, que levo na brincadeira. Muita gente diz que eu sou guerreira porque boto a cara a tapa e não tô nem aí. 

Por que você decidiu se candidatar?

Eu não ia me candidatar, mas após participar de programas de TV e falar de autoestima nessas atrações, o povo começou a me questionar: "Por que você não representa nós?". Tu sabias que tem ceguinhos que dizem "Vesga, tu me representa"? Vou defender as pessoas contra o preconceito. 

Quais são as suas propostas?

Como tomo remédios controlados, sei que a maioria das pessoas não têm condições de ter um psiquiatra nos atendimentos médicos. Então, quero que haja psiquiatra nos postos de saúde. Eu vou também fiscalizar a distribuição de remédios – eles só dão farinha! Vamos dar remédio para as pessoas tratar a mente, gente! Pois esse povo brasileiro está muito perturbado com a crise e tudo o que acontece. E também vou lutar pela diminuição de qualquer tipo de preconceito, seja racial, de gênero ou opção sexual.

Você pretende fazer uma cirurgia para corrigir o seu estrabismo?

Ah, eu pretendo, mas custa uns R$ 10 mil, o que é caríssimo. Meu marido me aconselhou a esperar a campanha para decidir o que vou fazer. Eu já pedi essa cirurgia para Deus e todo mundo, mas ninguém quer fazer. Eles dão tanta coisa, se me dessem essa cirurgia os médicos iam ganhar uma mídia, não é? São bobos.

Após a cirurgia, você será a MC Ex-Vesga?

Não sei ainda (risos). Eu não planejo, as coisas acontecem. Por exemplo, nunca planejei ser a Repórter Vesga.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.