Política

Polícia Federal realiza operação no comitê de Beth Colombo em Canoas

Dinheiro que seria de doação ilegal de campanha foi apreendido na ação

Por: Zero Hora
22/09/2016 - 21h04min | Atualizada em 23/09/2016 - 12h22min
Polícia Federal realiza operação no comitê de Beth Colombo em Canoas Polícia Federal/Divulgação
No comitê eleitoral da campanha de Beth foram apreendidos R$ 176,7 mil em espécie e um cheque no valor de R$ 50 mil Foto: Polícia Federal / Divulgação

A Polícia Federal (PF) realizou no fim da tarde desta quinta-feira buscas no comitê de campanha da candidata à prefeitura de Canoas pela coligação Bloco do Orgulho Municipal, Beth Colombo (PRB), na região central do município, e na casa do tesoureiro da coligação. De acordo com a PF, a Operação Suffragium apura supostos crimes eleitorais que teriam sido cometidos pela coligação. Ao todo, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão e três de condução coercitiva em investigação que apura crimes eleitorais.

As ordens judiciais foram cumpridas no comitê eleitoral de uma coligação, em um endereço residencial e em um depósito não declarado à Justiça Eleitoral que, segundo a PF, é utilizado para armazenar material de campanha — todos em Canoas. 

Leia mais:
Três desafios para o futuro prefeito de Canoas
Justiça aceita denúncia contra Néspolo, Feldmann e Alceu Barbosa em Caxias
Eleições municipais do RS serão decididas por eleitores mais velhos e exigentes

No comitê eleitoral foram apreendidos R$ 176,7 mil em espécie e um cheque no valor de R$ 50 mil. No mandado de busca cumprido em uma residência foram encontrados e apreendidos aproximadamente R$ 300 mil em cédulas. "Os responsáveis pela campanha até o momento não apresentaram a comprovação de origem dos recursos apreendidos. No depósito, grande quantidade de material de campanha foi encontrado", diz a Polícia Federal em nota.

O inquérito foi instaurado em agosto a partir de denúncia recebida pela Polícia Federal. As investigações prosseguem para identificar a origem dos recursos.

À Justiça Eleitoral, a coligação declarou ter recebido R$190.850,00 em doações para a campanha. Em despesas contratadas, foram declarados R$282.130,44, sendo R$152.512,44 a quantia já quitada com os fornecedores até a última atualização. 

Beth Colombo é a candidata da situação na corrida eleitoral em Canoas. Ela foi vice do atual prefeito do município, Jairo Jorge (PT), durante os dois mandatos.

Contraponto

A assessoria de comunicação do Bloco do Orgulho Municipal divulgou nota no Facebook logo após o início da operação da PF. Confira abaixo, na íntegra:

"Com relação a Operação da Polícia Federal realizada hoje no Comitê do BOM temos a informar o seguinte:

1.Confiamos plenamente no trabalho da Justiça Eleitoral que deverá apurar os fatos com isenção e celeridade.

2. Acreditamos na Polícia Federal, que executará seu trabalho com rapidez e eficiência, motivo que nos levou há poucos dias a denunciar um grupo de criminosos que estavam oferecendo aos candidatos da cidade a possibilidade de fraudar a urna eletrônica. Foi a denúncia do Prefeito Jairo Jorge que originou a investigação e prisão dos criminosos.

3.Nossa campanha tem sido modesta, baseada na militância voluntária dos nossos apoiadores e na realização de atividades de arrecadação.

4. A campanha do BOM prima pela legalidade da arrecadação e contabilização dos gastos. A prestação de contas da campanha é pública e temos a tranquilidade que ela elucidará qualquer dúvida.

BOM - Bloco do Orgulho Municipal"

*Zero Hora

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.