Corrida à prefeitura

Após interrupção por morte de Zalewski, horário eleitoral volta às 18h com homenagens

Campanha de Melo, da qual Zalewski era coordenador de plano de governo, vai lembrar suas contribuições à política

Por: Vanessa Kannenberg
18/10/2016 - 14h38min | Atualizada em 18/10/2016 - 17h20min

Após 24 horas de suspensão em luto pela morte de Plínio Zalewski, coordenador do plano de governo do candidato Sebastião Melo (PMDB), a propaganda eleitoral em rádio e televisão volta ao ar em Porto Alegre a partir das 18h desta terça-feira.

A chapa de Sebastião Melo (PMDB) deve fazer uma homenagem ao coordenador no início do programa eleitoral. Segundo o coordenador de comunicação da campanha, Flávio Dutra, Melo vai falar da relação com Zalewski e sobre a contribuição que deu ao partido, "como político e como pessoa". 

— É uma fala rápida e espontânea. Não queremos usar isso como uma peça publicitária — diz Dutra.

Leia mais:
Enterro de Plínio Zalewski reúne políticos de diferentes correntes
Bilhete encontrado com Plínio Zalewski tem tom de despedida, diz delegado que investiga o caso

A campanha de Nelson Marchezan Júnior (PSDB) já havia entregue a inserção às emissoras antes da morte de Zalewski — a norma é mandar o conteúdo um dia antes da veiculação. Por isso, o material que vai ao ar à noite será o mesmo que não foi transmitido devido à suspensão. Responsável pelo marketing da campanha de Marchezan, Tânia Moreira adiantou que o tom da propaganda da coligação "continuará o mesmo":

— Vamos colocar em discussão as nossas propostas, fazendo uma campanha propositiva, como viemos fazendo desde o início. Sem ataques, só propostas mesmo, porque é isso que interessa ao eleitor — afirmou a jornalista.

Segundo ela, os coordenadores de campanha ainda avaliam se vão abordar a morte de Zalewski em outro programa. Ela garantiu, entretanto, que nem esse episódio ou mesmo os ataques ao comitê do PSDB serão usadas em prol político.

— Não vamos usar de forma alguma nenhum fato trágico, de pesar para todo mundo, para política. Podemos ate citar (a morte), em forma de solidariedade, mas apenas isso — disse Tânia.

No total, cada candidato tem, durante o dia, 70 minutos diários em inserções e 20 minutos distribuídos para cada chapa. A decisão de suspender as veiculações foi tomada após pedidos das coligações de Marchezan e Melo em razão do luto e foi deferida pela Justiça Eleitoral na noite de segunda-feira.

* Zero Hora

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.