Morte na eleição

Chefe de polícia diz que apuração de pressões contra Zalewski pode ser repassada à PF

Investigações relacionadas à eleição podem ser atribuição da Polícia Federal; decisão é da Justiça Eleitoral

18/10/2016 - 13h43min | Atualizada em 18/10/2016 - 17h21min

O chefe da Polícia Civil, delegado Emerson Wendt, afirmou que pode remeter para a Justiça Eleitoral questões relacionadas a supostas pressões e perseguições que Plínio Zalewski, coordenador do plano de governo de Sebastião Melo (PMDB), encontrado morto na segunda-feira, estivesse sofrendo.

Com isso, a investigação dessas situações poderia ficar a cargo da Polícia Federal (PF) — nesta terça-feira, no velório, Melo pediu que a PF assumisse o caso. Mas a decisão depende da Justiça Eleitoral.

— Estamos analisando ocorrências registradas por ele e, se detectado algum contexto eleitoral, vamos enviar para conhecimento da Justiça Eleitoral — explicou Wendt.

Plínio havia registrado duas ocorrências na 2ª DP da Capital. Em 7 de outubro, ele comunicou à polícia que estava tendo problemas para acessar sua conta do Facebook com a senha pessoal e que suspeitava de invasão. Também informou que teria ocorrido um acesso indevido a suas contas de Gmail e de Messenger. Não citou suspeitos nem motivação para as possíveis invasões.

Em 14 de outubro, Plínio comunicou invasão em seu celular, no da esposa e no de uma das filhas. Descreveu que havia sido quebrado o "código de privacidade do sistema Vivo". Disse não ter noção de quem teria feito isso nem a razão. Plínio não chegou a prestar depoimento para dar mais detalhes sobre as suspeitas que o levaram a fazer os registros policiais. 

O caso da morte, no entanto, seguiria com a Polícia Civil, uma vez que, até o momento, todos os elementos indicam se tratar de suicídio. Além de ser alvo de três queixas-crime feitas pela campanha de Marchezan, Zalewski estava incomodado por um vídeo publicado no YouTube que criticava sua atuação na campanha eleitoral.

Leia mais
Sem indício de crime, PF não entra no caso da morte do coordenador de campanha de Melo
Bilhete encontrado com Plínio Zalewski tem tom de despedida


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.