Após reportagem

OAB/RS apura conduta de advogado dono da Facinepe

Faustino da Rosa Junior é suspeito de falsificação de diplomas universitários e emissão de certificados em nome de instituição de ensino com credenciamento vencido junto ao MEC

Por: José Luís Costa
02/03/2017 - 14h20min | Atualizada em 02/03/2017 - 16h18min
OAB/RS apura conduta de advogado dono da Facinepe Divulgação/Facinepe
Faustino criou o grupo Facinepe e usa documentação de faculdade com credencial vencida para vender cursos  Foto: Divulgação / Facinepe  

Após divulgação da reportagem "O homem da faculdade de papel", que aponta o advogado Faustino da Rosa Junior como suspeito de falsificação de diplomas universitários e emissão de certificados em nome de instituição de ensino com credenciamento vencido junto ao MEC, o presidente da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil/RS (OAB/RS), Ricardo Breier, determinou a abertura de um processo pelo Tribunal de Ética e Disciplina da entidade.

Breier afirma que o caso será devidamente apurado em caráter de urgência por se tratar de fato de grande gravidade, visando eventuais providências administrativas.

— A OAB/RS sempre informa a toda classe dos advogados que seu limite de atuação no exercício profissional é a ética, descrita da Estatuto da advocacia. A OAB tem a legitimidade de agir para restabelecer e responsabilizar aqueles profissionais que, devidamente informados, não cumprem com aquilo que a boa advocacia merece na representatividade da cidadania — enfatiza Breier.

Leia mais da reportagem especial:
Da fraude ao império: a história do dono da faculdade de papel
Dono de faculdade com credencial vencida emitiu diplomas falsos
MPF investiga propaganda enganosa da faculdade de advogado condenado
Para nova faculdade, condenado por fraude faz obra irregular em Porto Alegre