Diplomacia

Trump elogia esforços da China para pressionar a Coreia do Norte

Declarações se distanciam do tom adotado durante a campanha eleitoral, quando o republicano acusou Pequim de subvalorizar a moeda do país

Por: AFP
18/04/2017 - 12h44min | Atualizada em 18/04/2017 - 12h44min
Trump elogia esforços da China para pressionar a Coreia do Norte JIM WATSON/AFP
Foto: JIM WATSON / AFP  

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, elogiou os esforços da China para pressionar a Coreia do Norte, explicando que não iniciará uma guerra comercial com Pequim. As declaração foram feitas durante entrevista à Fox News.

Referindo-se ao seu recente encontro com o presidente chinês Xi Jinping em sua residência privada, na Flórida, Trump indicou ao canal de TV ter "desenvolvido um bom relacionamento com ele".

— Agora o que eu vou fazer? Começar uma guerra comercial com a China que tenta trabalhar em um problema francamente maior com a Coreia do Norte? — explicou o presidente americano. — Eu estou tratando a China com grande respeito. Tenho um grande respeito por ele. Agora, veremos o que fazer.

Leia mais
Temer e Trump podem ter encontro ainda neste ano, diz embaixador
Trump aconselha que líder da Coreia do Norte "se comporte bem"
Suprema Corte dos EUA rejeita pedido para executar condenado

Durante sua campanha eleitoral, Donald Trump acusou diversas vezes Pequim de subvalorizar artificialmente a sua moeda, ameaçando impor altas taxas sobre as importações chinesas.

No entanto, o presidente mudou o rumo de suas declarações após se reunir com Xi Jinping em 6 e 7 de abril, e os Estados Unidos acabaram por declarar oficialmente, na sexta-feira, que a China não está manipulando sua moeda para impulsionar as exportações.

Dado o avanço do programas de armas de Pyongyang, Pequim anunciou, em 18 de fevereiro, a interrupção das importações de carvão norte-coreano, uma medida que foi elogiada por Trump na entrevista.

— Muitos carregamentos de carvão foram enviados de volta — disse ele. — Ninguém havia visto isso antes. Ninguém havia visto uma resposta tão positiva da China.

Leia as últimas notícias de Mundo

*AFP

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.